Retratos

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Marco Bontempo: “Meu sonho é poder competir nos Jogos Olímpicos” 20 Fevereiro 2021

É o desporto que define a vida de Marco Aurélio Martins Bontempo e que lhe faz sentir feliz e saudável. Ginquel, como é conhecido em casa, nasceu no dia 28 de dezembro de 1993, portanto tem 27 anos. Marco com apenas 3 anos foi vítima de uma paralisia infantil, mas isso nunca se tornou um empecilho para correr atrás dos seus sonhos. Procurou no desporto uma forma de se sentir feliz e realizado. Não deixou que esta situação o derrubasse - as diversas medalhas que já conquistou são a prova disso.

Marco Bontempo: “Meu sonho é poder competir nos Jogos Olímpicos”

A sua evolução no desporto iniciou a 5 anos atrás quando ainda tinha apenas 21 anos, em que recebeu o convite para entrar no Comité Paralímpico de Cabo Verde de Orlandinho Mascarenhas, o então diretor do Estádio Nacional de Cabo Verde.
Nos treinos, Marco teve que se adaptar à sua nova realidade ao mesmo tempo que ultrapassava todos os desafios. Com muita força e determinação, ele conseguiu chegar lá.

Representar Cabo Verde a mais alto nível e poder competir nos jogos olímpicos é o sonho de Ginquel, jovem talentoso e carismático.

Apesar do sucesso na carreira, mostrou-se ser sempre uma pessoa humilde, acessível, amigo, simples, de bom coração, e claro, sempre disposto a ajudar.

Iniciou a sua carreira a praticar a corrida em cadeira de rodas, mas hoje prática várias modalidades, desde levantamento e arremesso de peso, basquetebol, voleibol e remo. Pertence também ao grupo de dança “Mon na Roda”.

Várias medalhas já levou para casa nessas variadas modalidades. No remo, ganhou uma medalha de ouro alusiva a uma competição a nível africano que o classificou como finalista na categoria de corrida na distância dos 2000 metros no campeonato mundial de remo “indor”de 2021, que será realizado nos dias 27 e 28 de fevereiro, online, para evitar um cancelamento ou adiamento por conta da pandemia.

Já se passou apenas um ano que Marco começou a praticar o remo, mas segundo o atleta, já se sente preparado para representar Cabo Verde no campeonato mundial de remo “indor”de 2021. Sente-se também satisfeito e feliz: « É um sentimento de alegria porque isso mostra o esforço e trabalho que eu e o meu treinador fizemos para podermos estar presente no mundial», expressou.

Indoor de remo é um exercício que simula a prática do remo tradicional, com a grande vantagem de poder ser realizado em diversos lugares e no qual o praticante não precisa de barco e nem contacto com água de baías e lagoas, locais onde se pratica o remo tradicional.

É de salientar que a competição é feita virtualmente através de um equipamento denominado Ergómetro que simula um remo.

LC/Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project