LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Maurícias: Presidente confirma que se demite, sob pressão de escândalo ligado ao ex-CEO do BES Angola 12 Mar�o 2018

A presidente da República Maurícia, Ameenah Gurib-Fakim, confirmou esta sexta-feira, 9, que só estará em funções até à próxima semana, para poder concluir as cerimónias do 50º aniversário da independência. A única presidente africana em funções demite-se na sequência dum escândalo financeiro que lhe valeu uma moção de censura no parlamento. A cientista que chegou à presidência em junho de 2015 é acusada de despender perto de um milhão de rupias (uns 2,5 milhões CVE) em compras pessoais, feitas com um cartão ’Visa Platinum’ do PEI, Instituto do Planeta Terra, presidido pelo luso-angolano Álvaro Sobrinho.

Maurícias: Presidente confirma que se demite, sob pressão de escândalo ligado ao ex-CEO do BES Angola

Uma semana depois de os principais media do país publicarem provas comprometedoras sobre as compras pessoais atingindo um montante superior a dois mil contos, só restou à presidente Ameenah Gurib-Fakim, no cargo desde 2015, anunciar a sua demissão.

A paradisíaca república do Índico, descoberta em 1505 por portugueses, ex-colónia inglesa, está a atravessar mais um furacão político com a demissão confirmada da presidente envolvida num escândalo financeiro. Depois dos escândalos de 2015 e de 2013 que envolveram bancos e figuras do governo, a primeira mulher a chegar à chefia do Estado foi pressionada a demitir-se.

Na passada sexta-feira, 2, os principais media do país publicaram provas comprometedoras sobre o escândalo financeiro envolvendo a presidente que em 2015 assumiu o cargo (vinda do CEPHYR, o centro da pesquisa em fitoterapia das Maurícias, de que era diretora).

As publicações mostram Ameenah Gurib-Fakim, de 58 anos, como tendo recebido benefícios financeiros do controverso Álvaro Sobrinho, milionário luso-angolano, investigado em Portugal e Angola por um alegado desfalque no Banco Espírito Santo Angola de que foi presidente.

"O interesse do país vem primeiro", congratula-se PM Pravind Jugnauth

"Sua Excelência a Presidente colocou o cargo à disposição e deixará as suas funções na devida altura", afirmou em Port Louis, o primeiro-ministro Pravind Jugnauth. Os partidos da oposição pedem a saída imediata, antes da celebração do próximo dia 12.

Por ocasião da comemoração do cinquentenário da independência, o país é confrontado com mais um escândalo e a moção de censura no parlamento foi determinante para apressar a saída da presidente, que chegou ao poder apoiada pela coligação de partidos que sustenta o governo.

República da Maurícia integra CPLP como Observador Associado

A República da Maurícia integra a CPLP -Comunidade dos Países de Língua Portuguesa desde 2006, com base no Estatuto aprovado na 2ª Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da CPLP, realizada na cidade da Praia em 1998.

Na primeira reunião de trabalho entre o Secretário-Geral da CPLP e o Ministro dos Negócios Estrangeiros da R. Maurícia, em setembro de 2006, referiu-se a língua portuguesa como área possível de cooperação.

O Ministro informou sobre a criação de um Instituto de Línguas em Port Louis, "no qual o ensino do português ocupará um lugar especial". A expansão da língua no país do Índico, sublinhou-se, inclui "como componentes do plano de trabalho do Instituto os níveis académico, básico, de investigação e o crioulo".

A inscrição da R. Maurícia baseou-se no Estatuto aprovado na 2ª Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da CPLP, realizada na cidade da Praia em 1998.

O Estatuto permite aos "Estados adquirir o Estatuto de Observador Associado", desde que sigam "os princípios orientadores" da CPLP: "promoção das práticas democráticas", "boa governação" e "respeito dos direitos humanos". Prevê-se que a admissão pode realizar-se "mesmo que, à partida, não reúnam as condições necessárias para serem membros de pleno direito da CPLP" sob condição de que "prossigam através dos seus programas de governo objetivos idênticos aos da" CPLP.

Fontes: Independent. BBC. Mauritius Times. L’Express.mu. site da CPLP.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project