REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

“Mindelo é uma cidade que nasceu para ser importante e não pode ser tratada de qualquer jeito” – Augusto Neves 16 Abril 2022

O presidente da Câmara Municipal de São Vicente considerou hoje que a cidade do Mindelo, que celebra hoje 143 anos, nasceu para ser importante e não pode ser tratada de qualquer jeito, mas sim modernizada.

“Mindelo é uma cidade que nasceu para ser importante e não pode ser tratada de qualquer jeito” – Augusto Neves

Augusto Neves, que falava na cerimónia de comemoração do dia da cidade, nos Paços do Concelho, enalteceu, segundo a Inforpress, os mais de um século de existência do Mindelo, de “muita luta, muita glória e com muito orgulho”.

“Mindelo, uma cidade que nasceu para ser importante, para ter uma posição central no desenvolvimento do nosso País”, admitiu a mesma fonte, para quem a cidade “não é um simples aglomerado e, por isso, não pode ser tratada de qualquer jeito”.

Augusto Neves assegurou que é preciso modernizar seu funcionamento, mas, “sem ferir as suas tradições”, preservando-a para as futuras gerações.

Também aproveitou para manifestar o “apreço e gratidão” a personalidades trabalhadores do município, instituições e empresas que “servem bem” ao município.

“Quero reafirmar o meu compromisso com os moradores desta jovem cidade na continuidade de melhorias, no desenvolvimento social, na geração de emprego e renda e, acima de tudo, na qualidade de vida de todos”.

De olhos ainda no futuro, o autarca pediu para se encarar a situação de crise como uma “oportunidade para virar o jogo e alcançar grandes conquistas”.

“Um povo que cultiva a morabeza, em que o entendimento significa acolhimento, e que trata a todos como ‘cretcheu’, merece o apoio de todos e da história e não é nenhum privilégio”, lançou.

Conforme a mesma fonte, a presidente da Assembleia Municipal de São Vicente, Dora Pires, por seu lado, adiantou ser hoje (15/04) um dia de reflexão sobre que Mindelo se quer e a situação vivida actualmente.

“O nosso desejo é que todos possamos viver a verdadeira democracia, o poder que o povo dá aos governantes”, sublinhou a mesma fonte, que pediu que “todos se juntem para trabalhar, sem orgulho, sem vaidade, sem arrogância”.

Até porque, ajuntou, é “na diferença que se pode encontrar grandes consensos”.

Dora Pires disse esperar que Mindelo continue a ser exemplo a nível nacional.

A cerimónia contou ainda com a intervenção do ministro do Mar e da Cultura, Abraão Vicente, para quem é possível restituir a vitalidade de Mindelo, “pegando na riqueza cultural, vocação marítima e na sua antiga tradição de ensino e de criatividade, que faz desta cidade uma das principais e uma das mais importantes do arquipélago”.

Durante o evento foram ainda proferidas duas palestras, com o escritor Germano Almeida sobre “Mindelo: de aldeia à cidade actual” e Helena Rebelo sobre “Mindelo cidade saudável”.

Mindelo foi elevado à categoria de cidade a 14 de Abril de 1879, depois de colonizado em 1795 pelos portugueses, escreve a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project