SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Ministério da Inclusão Social e Aldeias SOS criam sinergias para o bem-estar de crianças em situação de vulnerabilidade 09 Julho 2021

A Secretária de Estado da Inclusão Social, Lídia Lima, visitou esta quinta-feira, as Aldeias SOS de São Domingos e Assomada, onde fez um balanço positivo das várias visitas efetuadas às instituições, destacando que mesmo com a pandemia da covid-19 as aldeias SOS de Cabo Verde continuam a trabalhar com as crianças e com vários projetos.

Ministério da Inclusão Social e Aldeias SOS criam sinergias para o bem-estar de crianças em situação de vulnerabilidade

Lídia Lima, afirmou que o grande desafio das instituições é fazer funcionar a rede de parceiros, para que possam conseguir respostas articuladas, ultrapassando as dificuldades encontradas.

Segundo a governante, a Aldeias SOS Cabo Verde tem feito um trabalho de grande relevância, e acredita que através de sinergias poderá ser replicado em outras ilhas de forma abranger um maior número de crianças que precisam de cuidados.

“A Aldeias SOS tem um modelo de acolhimento mais sistemático, que garante os cuidados necessários das crianças, bem como a formação profissional dos jovens. No geral tem conseguido responder da melhor forma a várias necessidades. É uma experiência que gostaríamos de replicar em outras ilhas”, enfatiza a governante.

“As instituições que trabalham com a infância, proteção de menores, idosos e a questão do género devem canalizar melhor os recursos em rede e duplicar as ações sem desperdiçar aquilo que existe em termos de capacidade de resposta,” realçou.
Assim, alerta a mesma que as instituições devem fazer articulação de forma efetiva em relação aos serviços e atuações para terem respostas diferentes, poupar os recursos e aumentar o número de beneficiados.

Estas visitas têm por objetivo, segundo a Aldeias SOS, a “conhecer melhor o nosso trabalho, bem como propor ações de parceria para o garante do bem-estar de crianças que se encontram em situação de vulnerabilidade, em especial as com necessidades educativas especiais”.

As deslocações decorrem no âmbito da visita às instituições que trabalham com crianças, idosos e pessoas com necessidades especiais.

AC/Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project