DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Ministro Adjunto do Desporto prevê a retoma das actividades com todas as orientações sanitárias garantidas 18 Agosto 2021

O ministro-Adjunto do primeiro-ministro para a Juventude e Desporto disse, esta terça-feira que a retoma definitiva das actividades desportivas terá como base a segurança sanitária, numa articulação com todos os actores envolvidos neste processo.

Ministro Adjunto do Desporto prevê a retoma das actividades com todas as orientações sanitárias garantidas

Carlos Monteiro fez esta intervenção à imprensa, à margem da reunião extraordinária do Conselho Nacional do Desporto (CND), convocada para discutir a forma como o desporto nacional irá retomar as suas actvidades.

Segundo apontou, conforme escreve escreve Inforpress, o objectivo é conseguir com as federações, conselheiros e demais instituições do Estado para que, juntos, se possa perceber “o melhor timing” para a retoma e também as orientações a nível sanitário.

“Não podemos avançar se será nos próximos meses, porque também cada federação irá, após a esta reunião, enviar ao Instituto de Desporto e Juventude (IDJ) seu plano de retoma”, assinalou.

Indicou que algumas federações realizaram competições a nível regional e vão querer fazer a competição a nível nacional, e as outras que não tiveram competição durante a época que agora termina vão se preparar para a época 2021/2022.

Contudo, adianta a mesma fonte, assegurou que retoma “tem que ser uma realidade”, pois é uma questão de saúde e social, para além de ser o rendimento de muitas pessoas.

“Somos um País com uma população jovem com, de acordo com os últimos estudos, quase 200 mil praticantes de desporto e actividade física, e nós queremos fazer a retoma plena da economia”, reforçou.

Um dos assuntos que constam na agenda também é a assinatura de um protocolo entre o Instituto do Desporto e da Juventude (IDJ) e as Infra-estruturas de Cabo Verde (ICV), visando regulamentar as construções de infra-estruturas desportivas no País.

“É uma necessidade grande que existe no país de regulamentação de tudo aquilo que se refere a construção de infraestruturas desportivas, ou seja, queremos continuar a fazer, mas com regras estabelecidas”, referiu, sublinhando que esta regulamentação pretende ainda estabelecer critérios dentro daquilo que são as práticas internacionais, cita Inforpress.

O Conselho Nacional do Desporto é o órgão consultivo para as matérias do domínio desportivo e a quem compete prestar “todo o apoio necessário à boa execução” das orientações existentes para o sector.

Por outro lado, tem o papel de aconselhar o membro do Governo responsável pela área do Desporto.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project