ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Mudanças nas chefias da Polícia Nacional 02 Setembro 2019

O Ministro da Administração Interna (MAI) acaba de proceder mexidas nas chefias centrais, regionais e locais da Polícia Nacional. A mudança mais significativa introduzida por Paulo Rocha refere à substituição dos dois directores nacionais adjuntos (Daniel de Pina e Tito Barros) que passam para a reforma. Os novos nomeados para ocuparem esses lugares vagos são o superintendente Eugénio da Luz Fernandes, para a área de Planeamento, Orçamento e Gestão, e o superintendente graduado Renato Lopes Fernandes - vai comandar a área Operativa. Estes dois oficiais superiores vão coadjuvar o Director Nacional, superintendente geral Emanuel Moreno, no exercício das suas funções à frente da Polícia Nacional.

Mudanças nas chefias da Polícia Nacional

Segundo o comunicado remetido ao ASemanonline, o ministro da Administração Interna vai conferir, esta segunda-feira, 02, posse aos novos dirigentes da Polícia Nacional, nomeados através do despacho de Paulo Rocha publicado no Boletim Oficial Nº120/2019, II Série, de 28 de Agosto. O MAI vai empossar os novos directores nacionais adjuntos, o director do Centro Nacional de Formação, o director de Operações e Comunicações, o comandante da Guarda Fiscal, o comandante regional da Praia, o director do Serviço Social e o comandante regional do Sal.

A fazer fé no mesmo despacho, Paulo Rocha vai empossar os dois Directores Adjuntos: o superintendente Eugénio da Luz Fernandes, para a área de Planeamento, Orçamento e Gestão, e o superintendente graduado Renato Lopes Fernandes, que vai comandar a área Operativa. Isto sem contar com os demais nomeados referidos para os diferentes serviços centrais, os comandos regionais e as esquadras em várias ilhas.

Conforme a fonte referida, Pedro Lopes Sanches assume o cargo de director do Centro Nacional de Formação da Polícia Nacional, em substituição de Emanuel Lopes.Alcides Gomes, que até então era o comandante da Polícia Nacional (PN) no Sal, passa a liderar o Comando da Praia, substituindo Renato Fernandes que foi promovido para as funções de director nacional adjunto para área operativa da corporação.

Mas as mudanças não ficam por aí. O despacho de Paulo Rocha indica que Orlando Évora deve assumir o Comando Regional do Sal, no lugar de Alcides Gomes. Já Mário Elísio Marques assume as funções de director de Operações e Comunicação da PN e João Delgado é nomeado novo comandante da Guarda Fiscal.

Segundo a mesma fonte, Jorge Humberto Andrade passa a ser o director do Serviço Social da Polícia Nacional. Luís Mendes é promovido para chefe de Divisão de Comunicações e Tecnologias de Informação na Direcção de Operações e Comunicações da PN e Paulo Semedo vai exercer as funções de comandante de Protecção de Entidades no Comando de Unidades Especiais. Raimundo Fernandes é também nomeado para chefe de Divisão de Administração de Recursos Humanos na Direcção de Planeamento Orçamento e Gestão de PN.

Mudanças intermédias e eleições autárquicas

O despacho do ministro Paulo Rocha inclui ainda mudanças nas chefias intermédias e locais da Polícia Nacional. Alvarino Ribeiro foi nomeado para o cargo de comandante da Secção da Guarda Fiscal da PN na Praia. Já Bernardo Monteiro será o novo comandante da Esquadra da Fazenda, na cidade da Praia. A Mudança chega também ao Sal, com Gilson Carlos que vai ser o comandante da Esquadra de Santa Maria.

É de salientar que essas nomeações acontecem praticamente com o país em pré-campanha para as autárquicas de 2020, em que a Polícia Nacional vai ter que assegurar a segurança durante todo o processo eleitoral.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project