LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Moçambique: Rapto de Jair Abdula e investigação da polícia sul-africana 19 Novembro 2021

Em Moçambique o anúncio da polícia sul-africana — de que "prossegue a investigação sobre o sequestro de um homem de 28 anos, em Benoni", leste de Joanesburgo — é associado ao rapto do filho do líder da Confederação Empresarial da CPLP, Salimo Abdula.

Moçambique: Rapto de Jair Abdula e  investigação da polícia sul-africana

Segundo o online Club of Mozambique, continua em paradeiro desconhecido, desde 15 de outubro, o filho do empresário Salimo Abdula, na lista dos bilionários moçambicanos. Há cinco semanas, Jair Abdula foi raptado junto duma das empresas dos Abdula na cidade de Benoni, a menos de 40 km de Joanesburgo (mapa).

Jair Abdula parou em Benoni, durante a viagem com mais quatro amigos para um casamento no sábado, 17-10, em Joanesburgo, que dista 545 quilómetros de Maputo. Os cinco eram convidados do noivo Bakhir Ayob. Todos foram levados pelos sequestradores, mas no dia seguinte três foram libertados e na sexta mais um.

O filho do empresário está há cinco semanas em cativeiro, em paradeiro desconhecido.

Desde a libertação dos quatro amigos, a imprensa não tem obtido informações. A família Abdula fecha-se. O anúncio lacónico pela SAPS, a polícia nacional sul-africana, esta quarta-feira 17, é a mais recente atualização sobre o caso.

Entretanto, um alto responsável da SAPS revela ao site City Press que 99 por cento dos crimes de rapto têm como motivo o dinheiro do resgate. Segundo o online IOL, aconteceu no recente rapto, 20-10, dos meninos Moti, cuja família pagou ZAR50 milhões (313,7 milhões CVE). Os quatro rapazinhos, Zia, Zayyad, Alaan e Zidan, voltaram à casa sãos e salvos uma semana depois.

"É uma ameaça para a própria segurança nacional e continua a crescer. Por vezes com a cumplicidade de polícias", disse esse responsável da SAPS — que reclama mais recursos para o seu combate.

Líder tecno-industrial

Salimo Abdula fundou em 1997 o grupo Intelec Holdings, que lidera em setores estratégicos da indústria e tecnologia em Moçambique. Emprega mais de dois mil trabalhadores.

Fontes: Odia.mz/Club of Mozambique/Iol.co.za/LUSA/. Mapa: Benoni fica perto de Joanesburgo, a capital do poder judicial sul-africano.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project