NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Morre o Combatente da Liberdade da Pátria Joaquim Pedro«Baró» Silva 29 Junho 2019

O Combatente da Liberdade da Pátria Joaquim Pedro Silva faleceu, esta sexta-feira, no Hospital Agostinho Neto, na Praia. O Comandante Baró, como era conhecido, exerceu, de entre outras funções de responsabilidade na I República, o cargo de Secretário de Defesa, vice-Presidente da Assembleia Nacional e Chefe de Estado Maior das Forças Armadas de Cabo Verde.

Morre o Combatente da Liberdade da Pátria Joaquim Pedro«Baró» Silva

A morte de Baró – um dos elementos que também integrou o núcleo de fundadores das Forças Armadas - foi acolhida com consternação por parte dos colegas da luta da libertação nacional e sobretudo pelos residentes da sua ilha natal Maio, que tanto amava. Ao fecho desta edição, desconhecia-se a hora e o local para a realização do seu funeral.

Em comunicado, a líder do PAICV prestou o seu profundo pesar ao combatente, destacando os relevantes serviços que Baró prestou à nação cabo-verdiana. «Foi com profundo pesar que tomamos conhecimento do falecimento, esta manhã (28/0619) no Hospital Agostinho Neto, do Comandante JOAQUIM PEDRO SILVA, "Baró", Combatente da Liberdade da Pátria, filho da ilha do Maio, que se distinguiu na luta armada de libertação nacional para, de seguida, com a independência nacional, prestar distintos serviços nas Forças Armadas de Cabo Verde».

Janira Hopffer Almada salienta que a morte de Joaquim Pedro Silva representa a perda de mais um cabo-verdiano que sacrificou a sua juventude para que hoje pudéssemos pensar com as nossas próprias cabeças e conduzir o nosso destino como povo independente. «Para o PAICV, é mais uma perda de um Cabo-verdiano, que, como muitos outros, com elevado sentimento patriótico, sacrificou a sua juventude e a sua família, para elevar o nosso país à condição de plena soberania e independência, livre das correias do colonialismo, para que hoje pudéssemos pensar com as nossas próprias cabeças e andarmos com sentimento de pertença e orgulho sobre o nosso solo sagrado», expressou a líder da oposição, apresentando, em nomes de todos militantes e amigos do PAICV, sentidas condolências à família de Baró e à Associação dos Combatentes da Liberdade da Pátria.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project