LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Morte à facada de "português" em França envolve cabo-verdiano-descendentes "de gangs rivais" 07 Julho 2021

A polícia de Golfe-Juan, Côte d’Azur, sul de França, chamada por moradores incomodados com a festa iniciada à uma da manhã de sábado com mais de duzentas pessoas, "preferiu não intervir porque era muita gente, todos muito alcoolizados". Mas chamados de novo às cinco da manhã, os agentes depararam com um morto — um homem de 37 anos, "nascido em Portugal", atingido com uma facada no coração — e seis feridos. O caso envolve cabo-verdiano-descendentes "de gangs rivais".

Morte à facada de

Segundo a promotora pública Fabienne Atzori (foto), em declarações à rádio France Bleu, a festa organizada nas redes sociais decorreu perto de uma praia em Golfe-Juan, na cosmopolita Côte d’Azur e terá reunido "entre duzentas e trezentas pessoas". A maioria dos participantes seria de nacionalidade cabo-verdiana, alguns pertencentes a "gangs rivais".

A vítima mortal foi encontrada numa rua paralela à praia (foto), pela polícia chamada por um morador que afirmou ter visto um homem "caído desmaiado". Não foi feita nenhuma detenção "porque todos os participantes se dispersaram ao verem a polícia chegar", informou a magistrada.

Foi aberta uma investigação por homicídio. A promotora pública de Grasse (foto) assumiu que até hoje, quatro dias depois, ainda não há pistas sobre quem atacou as vítimas. Nem tão-pouco foi efetuada qualquer detenção.

Verão tenso da Polícia de Côte d’Azur

Todos os verões, volta o rebulício à famosa costa do sul de França. Os turistas descarrilam e há desastres rodoviários, rixas entre foliões, apreensão de estupefacientes.

Fontes: Twitter/Nice Matin/Sites institucionais.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project