INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Morte de Floyd: Aprovação de Trump cai 10% e impopularidade atinge 58% 11 Junho 2020

A sondagem Gallup publicada hoje (5ªfª, 11) mostra que, em meio aos protestos anti-racistas em curso, o presidente dos Estados Unidos obteve só 39 por cento de aprovação. A popularidade de Trump tem vindo a cair entre os seus votantes que agora lhe criticam a gestão tanto da pandemia como dos protestos motivados pelo homicídio de George Floyd numa interpelação policial.

Morte de Floyd: Aprovação de Trump cai 10% e impopularidade atinge 58%

Trump fez, como parte da campanha visando a sua reeleição em novembro, a aposta na retórica de há quatro anos, sobre manter a ordem e a segurança dos americanos. Mas as sondagens de várias empresas especializadas indicam que a tática não está a funcionar entre os que não são Trump-indefectíveis.

É o nível mais alto de impopularidade desta presidência: 58 por cento dos americanos — muitos deles independentes e republicanos, que votaram Trump em 2016 — condenam a intervenção musculada do presidente, que enviou polícias com gás pimenta e balas de borracha para conter os protestos.

Na sua maioria começaram pacíficos mas depois tornaram-se violentos. Há relatos de que grupos oportunistas se infiltraram, uns para roubar e outros para atos de vandalismo protagonizados na sua maioria por ’supremacistas brancos’ pró-Trump.

Gestão presidencial dos protestos

O New York Times publicou no dia 1, o áudio do encontro desse mesmo dia em que o presidente Trump exige aos governadores que acabem com os protestos. Senão, ameaça, dará a ordem executiva que enviará forças federais para controlar os protestos — que diz serem organizados por "terroristas".

"Não vou combater a violência com soldados nas ruas", "Não aceito que o presidente use as suas prerrogativas para esconder os erros no exercício do cargo": são deste teor as reações de governadores estaduais à ameaça do presidente dos Estados Unidos no início do mês de enviar militares para controlar os protestos que degeneraram em destruição de viaturas, edifícios, agressões, pilhagens de estabelecimentos comerciais. Pelo menos cinco pessoas morreram ao longo da primeira semana de protestos.

O mais conhecido apoiante de Trump na esfera televisiva, Tucker Carlson, apontou-lhe o dedo: "A América incendiou-se este fim de semana. Quem de direito nada fez pela América, por nós", disse no seu programa da Fox News, com mais de cem milhões de espectadores.

Familiares de Floyd

Na quarta-feira, o irmão foi ouvido no congresso, vinte e quatro horas depois do enterro de George Floyd na terra natal, em Houston, Texas. No seu discurso fúnebre, o reverendo Al Sharpton destacou que o presidente americano "não disse uma palavra" sobre o calvário infligido a George Floyd.

Para já, a onda de protestos parece ter resultado já num primeiro passo em direção à justiça. Primeiro, a autópsia descartou a "asfixia"como causa mortis de George Floyd. Na sequência dos protestos, uma segunda autópsia conclui que houve sim "homicídio por asfixia".

Os familiares de Floyd indignados com a classificação atribuída ao crime perpetrado pelo agente da polícia de Minneapolis, Derek Chauvin, puderam ver o resultado da nova informação médico-legal: o agente vai ter de responder por "homicídio em primeiro grau".

Os continuados protestos, que já vão nas três semanas, conseguiram gradualmente que todos os cinco polícias envolvidos fossem presos.

...

Fontes: Washington Post/ N Y Times/ USA Today/ABC.au. Relacionado: EUA: Trump ameaça mandar tropa para controlar os protestos — É oficial a causa de morte: "Homicídio por asfixia", 02.jun.020. Fotos: Trump é acusado de gerir mal a onda de protestos contra a brutalidade policial que visa os negros e que chegou não só a mais de 140 cidades do país. Mundo fora, o rastilho iniciado em Minneapolis segue com manifestantes nas ruas. Distúrbios, incêndios em dezenas de cidades dos Estados Unidos já causaram pelo menos cinco mortes e prejuízos de dezenas de milhões de dólares.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project