REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Morte de Wright, 20 anos: Condenada por homicídio negligente polícia que disparou arma em vez de taser 25 Dezembro 2021

Um tribunal de júri condenou Kimberley Anne Potter, agente da polícia que matou Daunte Wright, em 11 de abril, em Minneapolis ao disparar a arma em vez do taser. Os jurados, na sua maioria ’brancos’, chegaram à decisão de homicídio negligente ao fim de quatro dias e 27 horas de deliberação.

Morte de Wright, 20 anos: Condenada por homicídio negligente polícia que disparou arma em vez de taser

A ex-agente da polícia de Minneapolis (foto, ao alto), de 48 anos e que completou 26 anos de serviço, chorou muito ao longo do julgamento que aconteceu oito meses após a morte de Daunte Wright, de 20 anos, detido na estrada após uma infração menor de trânsito.

Ao ser interpelado o jovem, Kim e o estagiário sob sua orientação deram conta que Daunte Wright tinha várias infrações e estava proibido de conduzir. Foi então que ele resistiu à ordem de prisão e tentou pôr-se em fuga.

Ao tentar detê-lo, Kim enganou-se e disparou a arma de fogo em vez do taser provocando a morte do jovem.

Segundo o ’The New York Times’ após o incidente Kim foi de imediato suspensa em cumprimento do protocolo.

"Adorei cada minuto como agente da polícia ao serviço desta comunidade com o melhor das minhas capacidades, mas acredito que é no melhor interesse da comunidade, do departamento e dos meus colegas a minha imediata demissão", disse.

Alta tensão

Na América onde a violência policial sobre cidadãos "negros" tem levado a manifestações, algumas delas violentas, o julgamento decorreu sob alta tensão. Mas os familiares e amigos do Wright afirmaram-se satisfeitos com o veredicto desta quinta-feira, 23.

Esta sexta-feira o Daily Mail traça um retrato de Daunte Wright, "preto birracial, com mãe branca e pai negro". O online britânico chama-lhe " criminoso, com mandados de prisão a acumular, por roubo com arma, violência com arma, vários confrontos físicos com agressão".

Fontes: NY Times/La Times/ Washington Post. Relacionado: Morte de Wright, 20 anos: Polícia que disparou arma em vez de taser e chefe demitem-se, 15.abr.021.Fotos (AFP): A ex-agente Kim Potter em tribunal. No exterior, as manifestações a pedir justiça para Daunte Wright mantiveram-se ao longo de oito meses. Esta quinta-feira, 23, os familiares e amigos do assassinado por negligência ouviram com alívio a sentença que condenou kim Potter.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project