CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Mosteiros: Câmara Municipal “preocupada com degradação ambiental” da zona de Baleia e pede intervenção para se evitar “prejuízos maiores” 09 Setembro 2021

O presidente da Câmara Municipal dos Mosteiros, Fábio Vieira, mostrou-se “preocupado” com aquilo que classificou de “degradação ambiental” da zona de Baleia, na fronteira sul com o município de Santa Catarina do Fogo.

Mosteiros: Câmara Municipal “preocupada com degradação ambiental” da zona de Baleia e pede intervenção para se evitar “prejuízos maiores”

É por esta razão que a autarquia dos Mosteiros incluiu no programa da visita do Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, uma deslocação à zona da Baleia para o chefe de Estado se inteirar, no terreno, da situação, podendo assim exercer a sua influência junto do Governo, visando encontrar uma solução, segundo noticia a Inforpress.

Para Fábio Vieira, a situação da Baleia demonstra que se está perante “uma degradação ambiental” com a exploração de inertes de forma tradicional e sobretudo com a exploração semi-industrial. Segundo o mesmo, a concessão da exploração a um privado era para um período de um ano, mas já lá vão três anos e “é visível o desmatamento” de uma área florestal neste momento.

A deslocação do Presidente da República foi no sentido de ver o que será possível fazer, em articulação com o Governo, no sentido de travar o avançado estado de degradação do ambiente naquela zona. “Se tivermos, no futuro, uma enxurrada poderá provocar males maiores a nível do concelho e trazer danos enormes na via que liga o município dos Mosteiros ao de Santa Catarina, via sul”, referiu, citado pela nossa fonte.

Outro problema do município dos Mosteiros está relacionado com o déficit habitacional, razão pela qual, neste momento, uma equipa técnica da câmara está a efetuar o levantamento exaustivo da situação para estimar, em termos reais, as necessidades de reabilitação e de construções de novos focos no município.

Ainda de acordo com a Inforpress, além desta questão, outras que preocupam o autarca dos Mosteiros são o desemprego jovem e sobretudo o desemprego que afeta as mulheres, a requalificação urbana e os atrasos na transferência dos recursos consignados. Atrasos que, segundo a mesma fonte, têm coibido o desenvolvimento de vários projetos, quer a nível da habitação social, como da requalificação urbana, lembrando que há casas que aguardam desde Setembro do ano passado por uma intervenção.

Asemana c/Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project