ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Mosteiros: Primeira pedra para a construção de empreendimento turístico Casa Hortênsia lançada na sexta-feira 10 Novembro 2022

A primeira pedra para a construção de um empreendimento turístico na localidade de Fajãzinha, Mosteiros, denominado Casa Hortênsia, será lançada sexta-feira, 11, em acto presidido pelo edil Fábio Vieira.

Mosteiros: Primeira pedra para a construção de empreendimento turístico Casa Hortênsia lançada na sexta-feira

O empreendimento, segundo a promotora da iniciativa, Suzety Spencer, prevê a construção de um hotel de três estrelas com 14 quartos, restaurante para servir o hotel e não só e um espaço comercial moderno com cerca de 100 metros quadrados para comercialização de diversos produtos.

O empreendimento de hotelaria e turismo será edificado na localidade de Fajãzinha, ao lado da Cruz de Santo António, numa construção antiga edificada pela mãe da promotora e que será demolida para dar lugar a um dos maiores empreendimentos privados a nascer no município dos Mosteiros.

Suzety Spencer disse que nasceu na comunidade de Fajãzinha, onde passou os primeiros cinco anos da sua vida antes de se deslocar à Cidade da Praia, onde reside neste momento, e quer investir no sector de turismo, sendo que a dominação Casa Hortênsia é uma forma de homenagear a sua mãe.

Em declarações à Inforpress confessou que saiu de Fajãzinha com sonhos de regressar um dia, assim que tivesse oportunidade para investir na comunidade de origem, acrescentando que este projecto foi elaborado há quatro anos, mas que ainda não tinha surgido oportunidade para a sua concretização.

“Sempre acreditei que Mosteiros tem capacidade de servir o turismo” advogou a promotora da iniciativa, apontando que pela sua localização estratégica e pela forma como o projecto está dimensionado vai valorizar a comunidade e aproveitar as potencialidades para o desenvolvimento do município e da ilha.

“Quero fazer uma coisa para servir, não só os turistas que visitam os Mosteiros, mas criar oportunidades para a própria localidade de Fajãzinha”, referiu Suzety Spencer, adiantando que com a conclusão do empreendimento, os pescadores, por exemplo, podem colocar os seus produtos, jovens podem ter formação na cozinha, lembrando que a sua mãe foi professora e ensinou muita gente da localidade e é em nome dela que está a implementar o projecto.

Segundo a mesma, a localidade de Fajãzinha e o município tem capacidades e condições para servir à semelhança das outras localidades, indicando que existem poucos sítios no mundo é possível encontrar ondas do tipo que existem no local onde será edificado o empreendimento.

Suzety Spencer disse que “não há negócios que não tenha riscos, mas é possível fazer e não vou construir para deixar lá e esperar por alguém”, acrescentando que vai criar rede de relações com as agências de turismo de outras ilhas para conseguir clientela à semelhança do que acontece, por exemplo em Santo Antão, para receber turistas interessados num turismo de montanha.

“Temos montanhas bonitas, o interior de ilha é extremamente bonito, podemos fazer pesca submarina, uma das sete maravilhas da ilha que é o Muro Djéu, que ninguém conhece, assim como outras potencialidades”, disse, acrescentando que o segredo está em fazer e acreditar que as coisas vão acontecer.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project