INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Motorista do camião que explodiu na Crimeia alegadamente desconhecia atentado 09 Outubro 2022

O motorista do camião que explodiu, no sábado, na ponte que liga a península da Crimeia à Rússia continental "alegadamente não tinha conhecimento do atentado planeado”, refere comunicado oficial, publicado no jornal russo RBC e citado EFE.

Motorista do camião que explodiu na Crimeia alegadamente desconhecia atentado

Segundo fonte das forças de segurança russas ao jornal RBC, o motorista recebeu a ordem para transportar fertilizantes pela Internet, tendo sido “utilizado, ou seja, alegadamente não tinha conhecimento do atentado planeado".

Esta versão corresponde à versão oficial divulgada no dia anterior pelo Comité de Investigação da Rússia e pelo Comité Nacional Antiterrorista.

De acordo com essas entidades, a explosão causou o incêndio de sete vagões de combustível de um comboio.

Especialistas em explosivos do departamento local do Serviço Federal de Segurança (FSB) estão a investigar a natureza e a origem dos explosivos.

Paralelamente está marcada para hoje uma avaliação das estruturas da ponte por parte de mergulhadores.

A ponte sofreu um desabamento da parte rodiviária em dois lados.

De acordo com o jornal Mash, o camião foi inspecionado visualmente antes de ir para a ponte, mas o agente que realizou esse trabalho não encontrou nada suspeito.

Num vídeo publicado no Telegram é possível ver o veículo a ser inspecionado, no entanto, a supervisão não incluiu raios-X.

Equipamentos especiais, instalados na entrada da ponte, em teoria, deveriam detetar explosivos em veículos, segundo avança o jornal ‘online’ Meduza.

Já o Mash afirma que o camião estaria a ser conduzido por Majir Yusubov, 52, tio do proprietário do veículo.

O canal Telegram Baza, por sua vez, transmitiu um vídeo do sobrinho, Samir Yusubov, de 25 anos, no qual este afirma que "não ter nada a ver com o que aconteceu na ponte da Crimeia".

Em setembro este camião foi visto no território de Krasnodar.

Por alguns dias, Majir, morador do território vizinho de Krasnodar, não entrou em contacto com a família.

A península da Crimeia foi anexada pela Rússia em 2014.

A ponte que foi alvo de uma explosão provocada por um camião-bomba é um símbolo da anexação da Crimeia e é considerada uma infraestrutura cara a Vladimir Putin.

O incêndio aconteceu horas após explosões terem atingido a cidade ucraniana de Kharkiv, no sábado de manhã.

Segundo a União das Seguradoras da Rússia, os danos causados à ponte devem custar entre os 3,3 milhões e os 8,2 milhões de euros. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project