Legislativas 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

MpD considera decisão do Tribunal Constitucional uma derrota do “cinismo” político e da “hipocrisia” do PAICV 03 Abril 2021

O vice-presidente do Movimento para a Democracia (MpD) Elísio Freire considerou hoje que a decisão do Tribunal Constitucional (TC) é uma derrota do “cinismo” político e da “hipocrisia” do PAICV e acusou o partido de incumprir a lei.

MpD considera decisão do Tribunal Constitucional uma derrota do “cinismo” político e da “hipocrisia” do PAICV

Segundo a Inforpress, Elísio Freire fez estas declarações na Cidade da Praia em conferência de imprensa, na sequência do acórdão do Tribunal Constitucional relativamente ao recurso interposto pelo MpD, acerca dos banners nas sedes locais do partido, depois da queixa do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV).

“O MpD é um partido de princípios e de valores que trabalha e governa sempre com convicção de incluir todos e cada um, e neste quadro, somos o primeiro partido a cumprir as leis da República”, assegurou o governante, sublinhando que esta decisão do TC representa uma “vitória” da justiça, da democracia cabo-verdiana e do sistema eleitoral, E uma “derrota do cinismo político e da hipocrisia” do PAICV.

“É uma derrota de um partido que não cumpre as regras, mas queixa dos outros”, disse, assinalando que em São Vicente, o PAICV tinha apelos ao voto antes do tempo, mas foi ao Tribunal e à Comissão Nacional das Eleições (CNE) queixar-se do MpD.

Segundo a mesma fonte, Fernado Elísio realça que o PAICV havia feito queixa do MpD à Comissão Nacional das Eleições (CNE), alegando início de campanha eleitoral antes da data estipulada, que por sua vez condenou o Governo e o MpD por violação do Código Eleitoral, solicitando a retirada do material de propaganda gráfica das ruas.

Entretanto, o MpD recorreu ao Tribunal Constitucional e o mesmo deu razão ao partido nesta sexta-feira, 02, segurando que o mesmo agiu em conformidade e que “não violou qualquer normativo legal”.

Com a decisão do TC, o MpD diz esperar que o PAICV “pare” e deixe de ter “duas caras” e acusou ainda o partido de dizer uma coisa em público e fazer outra às escondidas e de incumpridor da lei, refere a Inforpress.

A campanha eleitoral para as legislativas de 18 de Abril, para a eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora e que concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP, decorre de 01 a 16 do corrente.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project