POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

MpD garante que todos os seus deputados vão votar a favor do Orçamento de Estado 2022 23 Novembro 2021

O Movimento para a Democracia (MpD) garantiu hoje que todos os seus deputados vão votar a favor do Orçamento do Estado para 2022, apontando que a proposta é a mais desafiante da história, impactada pela crise da pandemia.

MpD garante que todos os seus deputados vão votar a favor do Orçamento de Estado 2022

A posição foi defendida pelo líder da bancada do MpD, João Gomes, à margem das jornadas parlamentares, com vista ao debate sobre o Orçamento do Estado (OE) para o ano de 2022, previsto para a segunda sessão de Novembro que arranca esta quarta-feira.

O deputado ‘ventoinha’ considerou que a bancada do seu partido recebeu de “forma triste”, a notícia de que o Partido Africano da Independência de Cabo Verde é contra o OE, salientando que o País precisa de “uma oposição muito mais responsável” neste sentido.

“Para a oposição, quanto pior melhor, mas para nós não, temos desafios, vamos resolvê-los da mesma forma que respondemos à crise sanitária”, frisou João Gomes.

Conforme explicou, este OE é “o mais desafiante da história de Cabo Verde”, indicando que, apesar do momento difícil, o Governo assume as suas responsabilidades e “todos podem estar confiantes” para que o País tenha o melhor orçamento.

“O momento é tão difícil que, de 2020 a esta parte, as previsões apontam que a nível de receita, o Governo vai deixar de arrecadar a volta de 60 milhões de contos”, salientou.

Por outro lado, João Gomes reiterou que o OE vai ser aprovado por todos os deputados do MpD, sublinhando que a bancada parlamentar do maior partido da oposição queria contar com o apoio do PAICV, que por sua vez não está interessado.

Sobre o aumento previsto do Imposto sobre Valor Acrescentado de 15% para 17%, considerou ser uma medida extrema, que, caso venha a ser implementada, será com efeito para evitar a redução dos salários.

O debate parlamentar terá na agenda também, a discussão com o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, cujo tema é a transparência como factor de desenvolvimento, uma proposta do PAICV.

Neste sentido, avançou, o partido ‘tambarina’ desde que foi para a oposição em Março de 2016, criou a ideia de que o Governo do MpD “é pouco sério”, e “desesperadamente procura arranjar argumentos para sustentar essa sua tese”.

“O Governo iniciou as suas funções em 2016 e até hoje o PAICV não provou coisa alguma porque não há nada a provar, ou seja, este é um Governo que pauta pela transparência e estamos em condições de ir ao debate e provar”, assumiu.

Por fim, realçou, as organizações internacionais avaliam Cabo Verde positivamente, com o arquipélago a ocupar ‘rankings’ em termos de África dos mais elevados, para quem essas posições são invejáveis. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project