ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

MpD marca eleições do presidente do partido e dos delegados à Convenção Nacional para 16 de Abril 19 Janeiro 2023

A Comissão Política Nacional do MpD agendou para 16 de Abril as eleições do presidente do partido e dos delegados à Convenção Nacional, na sequência da deliberação que agenda a convenção para 26 a 28 de Maio.

MpD marca eleições do presidente do partido e dos delegados à Convenção Nacional para 16 de Abril

O anúncio foi feito hoje pelo secretário geral do Movimento para a Democracia (MpD, poder), em conferência de imprensa, na sequência da deliberação da Direção Nacional do partido, que agendou a Convenção Nacional para os dias 26, 27 e 28 de Maio, e no cumprimento dos Estatutos do Partido.

Segundo Luís Carlos Silva, esta decisão saiu da reunião da Comissão Política Nacional que esteve reunida na terça-feira, 17, ocasião que serviu para também aprovar o cronograma do processo que regula todas as etapas do processo.

O processo, acrescentou, tem início no dia 20 de Fevereiro, com a publicação dos cadernos eleitorais provisórios, enquanto que as candidaturas têm de ser apresentadas até 14 de Março.

“As eleições internas são sempre um momento alto dos partidos políticos, por serem um ponto de balanço, de reflexão e de relançamento do partido, particularmente, para os partidos de génese democrático, como é o caso do MpD”, considerou.

Assim, espera o partido que este processo, “que vai muito além das eleições”, seja um momento de afirmação da identidade democrática, um momento “de tolerância e de responsabilidade”.

“É esperado também que este seja um momento de abertura do partido à sociedade, pois o MpD, pela sua dimensão e pelas suas responsabilidades, particularmente na governação tanto ao nível central, como local, tem sempre um impacto que ultrapassa os seus militantes, simpatizantes e amigos”, assinalou Luís Carlos Silva.

A mesma fonte aproveitou o momento para convocar todos os militantes assim como a sociedade de uma forma geral a participar nas diferentes etapas deste processo, que vai desde o debate, a partilha de conhecimentos e o processo de decisão.

“Cabo Verde precisa de um MpD cada vez mais forte, unido, inclusivo e aberto à sociedade”, salientou, assegurando que o partido trabalha “a todo o vapor” para garantir que todas as condições estejam reunidas para realizar a democracia interna e projetar o MpD como “a maior força política nacional”.

Entretanto, convidado a comentar as críticas que um dos candidatos à presidência do MpD, Orlando Dias, tem feito sobre a democracia interna, escusou-se, apontando apenas que todo o processo está sendo trabalhado com “a máxima lisura e no estrito cumprimento dos regulamentos e do estatuto” do MpD.

Dois candidatos anunciaram a candidatura à liderança do Movimento para a Democracia, Ulisses Correia e Silva, o actual presidente e primeiro-ministro, e o deputado do mesmo partido Orlando Dias.
A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project