LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

"Muita coragem, que a luta continua”, disse José Eduardo dos Santos à filha 03 Janeiro 2020

A empresária Isabel dos Santos admite que muitas das suas empresas poderão fechar devido ao arresto judicial dos seus bens, alegando que não terá como pagar os salários, fazer novos investimentos ou honrar os compromissos que tem com os fornecedores.

“Se quiser pagar uma factura a um fornecedor não posso”, exemplificou Santos ao responder a perguntas dos internautas na sua página no Instagram.

Na conversa, ela manifestou desconhecimento sobre se a justiça angolana devia ou não notificá-la antes de tomar a decisão do arresto, mas alegou que devia prevalecer o bom senso.

A filha do antigo Presidente José Eduardo dos Santos defendeu ser “importante” que a “justiça seja justa” e pediu que se lhe dê a oportunidade de se defender e insistiu estar a ser vítima de perseguição.

A empresária angolana sustentou que ela e a sua equipa vão “tentar manter a calma e a serenidade” e fazer tudo para que os seus negócios se mantenham em Angola.

À pergunta se tenciona candidatar-se à Presidência da República, Isabel dos Santos disse que “os projectos que faço, como empresária, também transformam a sociedade, o meu país e fazem a diferença”.

Isabel dos Santos revelou que o seu pai está ao corrente do que passa e que numa última conversa lhe terá pedido “muita coragem, que a luta continua”. A Semana com a VOA

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project