NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Museus de Cabo Verde com mais de 130% de visitantes em 2021-mas onge de cerca de 30 mil em219 09 Fevereiro 2022

Os museus cabo-verdianos registaram aumento de mais de 130% de visitantes em
2021, em comparação com a queda no ano anterior por causa da covid-19, mas ainda longe dos cerca de 30 mil em 2019, foi hoje divulgado.

Museus de Cabo Verde com mais de 130% de visitantes em 2021-mas onge de cerca de 30 mil em219

Segundo a Lusa, os dados foram divulgados pelo Instituto do Património Cultural (IPC), que revelou que em 2021 os museus de Cabo Verde receberam um total de 8.466 visitas, um aumento de mais de 130% em relação a 2020, quando tinha recebido 3.639 no espaço físico.

A queda em 2020 é explicada pelas restrições impostas pela pandemia de covid-19, que limitaram a circulação de pessoas e obrigaram ao fecho dos museus durante muito tempo.

Em 2019, segundo o mesmo instituto, os museus receberam cerca de 30 mil visitantes.

Em 2021, o museu mais visitado foi o Campo de Concentração do Tarrafal, com 4.215 entradas, sendo responsável por 50% do total das visitas em todas as estruturas no arquipélago.

Seguiu-se a Casa da Morna Sodade, em Tarrafal de São Nicolau, com 834 entradas (10%) e do Museu Etnográfico da Praia, com 795 entradas (9%).

Revela ainda a Lusa que, depois surge o Museu da Tabanca, com 712 visitas (8%), o Museu do Mar, com 584 (7%), o Museu Norberto Tavares, com 378 (4%), o Núcleo Museológico Cesária, com 308 (4%), a Casa Museu Eugénio Tavares (3%), o Museu do Sal, com 232 (2%) e o Museu de Arqueologia 158 (2%).

O IPC sublinhou que o Museu de Arqueologia foi encerrado a visitas a partir de agosto devido aos trabalhos para a organização dos conteúdos e sua instalação no novo espaço que brevemente se concretizará.

Segundo o instituto, o aumento no ano anterior foi graças à inovação dos conteúdos em várias estruturas, ao reforço dos mecanismos de comunicação, e consequente retoma do turismo no país.

"Ainda, mesmo sob os efeitos da pandemia e das restrições sanitárias, surgimento de novas variantes, os museus vêm recuperando, paulatinamente, alguma normalidade no seu funcionamento", frisou a mesma fonte.

Em entrevista à Lusa em dezembro, a diretora dos Museus de Cabo Verde, Samira Baessa, disse que, após a abertura, esperava receber cerca de 20 mil visitas em 2021.

"À medida que o contexto sanitário melhore, também vamos ter maior número de visitantes nos museus e que toda esta dinâmica turística com a retoma também vai refletir em termos de afluência do público", afirmou.

Uma das críticas apontadas aos museus é o seu horário de funcionamento, por serem praticamente paralelos aos da função pública, mas a diretora garantiu que as horas para visitas estão a ser reorganizadas, para tentar que os museus estejam abertos o maior tempo possível, conclui a Lusa.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project