INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

"Não há justiça", indignou-se invasor do Capitólio, EUA mantido em prisão preventiva — Famoso pelos pés sobre secretária de Pelosi 08 Mar�o 2021

Richard Barnett não se conteve quando o juiz lhe disse que ia ficar mais dois meses em prisão preventiva enquanto aguarda julgamento pela invasão ao Capitólio. Apoiante de Trump, de 60 anos, diz que viajou do Arkansas "só para participar no comício" mas "levado pelas multidões" agora enfrenta a justiça. Entre outros crimes, tem contra si o ter-se mostrado nas redes sociais sentado e com os pés estendidos numa secretária do gabinete sa Líder Democrata Nancy Pelosi e, já lá fora, com uma carta amarrotada como troféu.

A audiência virtual de quinta-feira, 4, a um dos amotinados que invadiram o Congresso resultou diferente do que esperava o republicano Barnett, de 60 anos, vindo do Arkansas nesse dia 6 de janeiro para a anti-democrática invasão ao Capitólio.

Dois meses depois, está na prisão e lá vai continuar. Indignado, disse-o ao juiz: "Todos estão a sair, menos eu. Mesmo os que fizeram coisas piores já estão em casa".

O sexagenário do Arkansas — que foi além dos pés na mesa, vasculhou o gabinete e levou uma carta da Nancy Pelosi — terá a sua próxima audiência em 04 de maio.

’Só a trouxe comigo porque sangrei nela’

Segundo a investigação, o invasor do Arkansas negou a acusação de roubo proferida pelo Ministério Público.

"Não a roubei, só a trouxe comigo porque sangrei nela", disse Barnett sobre a carta retirada do gabinete da Pelosi e que exibiu nas redes sociais.

Numa entrevista televisiva à emissora do Arkansas, KFSM, no dia seguinte à invasão e na véspera de ser detido, Barnett relatou o que sucedeu depois de ter ouvido o comício de Donald Trump.

"Eram multidões a empurrar. Quando chegámos à escadaria, já tinham forçado as portas a tentar entrar".

Sempre "empurrado pelas multidões" chegou ao gabinete quando andava à procura duma casa de banho".

"Estava com os pés na mesa quando vi que uns filhos-da... me tinham cortado e eu estava a sangrar no envelope dela, por isso apanhei o envelope que pus no bolso e pus uma quarter [moeda de 25 cents, entre 20-25 escudos] que eu cá nao sou ladrão", rematou Barnett seguro de si de que "nada f[e]z de mal".

Tão seguro de si que disse nessa entrevista televisiva: "Qual medo de ir para a prisão. Eu não entrei, fui empurrado pelos outros [para dentro do gabinete da líder democrata]. Eu só estava à procura duma casa de banho".

Fontes: Washington Post/The Hill. Fotos: Barnett de 60 anos, apoiante de Trump, parece partilhar os traços de personalidade de muitos admiradores de líderes autoritários. Um deles, o de serem pessoas incapazes de aceitar a responsabilidade das suas ações ou até mesmo de compreender o seu porquê... O governador republicano do Arkansas quere-o "atrás das grades por muito tempo, porque nos envergonhou a todos, os de Arkansas".

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project