LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Navio nigeriano chega à Guiné-Bissau com equipamentos militares 16 Agosto 2022

Um navio da Nigéria chegou hoje a Bissau para entregar equipamento militar aos soldados nigerianos integrados na força de estabilização de países da África Ocidental na Guiné-Bissau, disse o embaixador daquele país africano, John James Usanga.

Navio nigeriano chega à Guiné-Bissau com equipamentos militares

Afirmando-se “muito contente” com a primeira viagem ao estrangeiro que o navio NNS KADA realizou desde que entrou no ativo, em março passado, o embaixador James Usanga explicou que o objetivo da missão “é ajudar a Guiné-Bissau a ter estabilidade”.

O diplomata não especificou que tipo de equipamento transportou o navio, de mais de 150 metros de cumprimento, apenas reforçou que a Nigéria “não está em guerra com a Guiné-Bissau’’.

John James Usanga salientou que as tropas do seu país estão em Bissau no âmbito da Missão de Estabilização e Segurança da Guiné-Bissau, criada pela Comunidade Económica de Estados da África Ocidental (CEDEAO) e composta por 631 militares nigerianos, senegaleses e togoleses.

“A primeira missão que este navio fez, veio logo à Guiné-Bissau. Isso prova o nível das relações entre a Guiné-Bissau e a Nigéria, mas também é um sinal de que a Nigéria está ao lado da Guiné-Bissau”, defendeu o embaixador nigeriano que também representa o seu país em Cabo Verde.

O chefe do Estado-Maior da Armada guineense, o almirante Hélder Nhanque saudou a chegada do navio NNS KADA a Bissau e disse ser uma honra para o país receber a embarcação nas suas águas.

Hélder Nhanque afirmou ainda que a vinda do navio “é um claro gesto de solidariedade” da CEDEAO e da Nigéria, “um parceiro tradicional, para com a Guiné-Bissau”.

O navio deve retornar à Nigéria nas próximas horas. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project