ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Fogo: Partios intensificam campanha com foco nas promessas não cumpridas e na agricultura e pescas 16 Abril 2021

No Fogo, a companha eleitoral entra na sua reta final com o PAICV a alertar que, passados cinco anos, a ilha não tem razão nenhuma para votar MpD. A UCID classifica, por seu turno, de “vergonhosa” a forma como os governos têm roubado a população de Chã das Caldeiras. Já o MpD aposta em três eixos para desenvolver o sector das pescas e melhorar as condições de vida das peixeiras e homens do mar.

Fogo: Partios intensificam  campanha com foco nas promessas não cumpridas e na agricultura e pescas

Com o governo a voltar a apresentar as promessas não cumpridas, a candidatura do PAICV considera que a ilha do Fogo não tem razão nenhuma para, neste momento, votar no Movimento para a Democracia (MpD). Por isso, apela a todos a escolherem a opção «Um Cabo Verde para Todos» liderada por Janira Hopffer Almada. Tudo com o objectivo de “ajudar a materializar os compromissos” e resgatar a ilha e e Cabo Verde em geral.

A cabeça-de-lista da Esquerda Democrática progressista justificou que o MpD não deixou marca durante os últimos cinco anos da governação, criticando que todos os compromissos assumidos nos mais diversos sectores atividade ficaram por cumprir, com a argumentação de que o país viveu três anos de seca e a pandemia da covid-19.

Eva Ortet perspectiva que no domingo,18,o novo governo irá reinvestir em todas as áreas, com destaque para os transportes, para aproveitar e valorizar as potencialidades que a ilha tem nos domínios agrícola e turístico, isto por considerar que sem o transporte é impossível de desenvolver o Fogo.

“Uma das prioridades é a resolução do problema de transportes, aéreo e marítimo, mas também ’investir muito’ na agricultura, na mobilização de água, na pesca, na saúde, na habitação e em todos os sectores de desenvolvimento”, disse.

Por seu lado, a candidatura da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), que retomou a sua acção de campanha com uma deslocação à Chã das Caldeiras, classificou de “vergonhosa” a forma como os governos da república têm “roubado” a população de Chã e de terem enganado não só a população desta localidade como de toda a ilha do Fogo de forma grosseira e escandalosa.

O cabeça-de-lista da UCID pelo círculo eleitoral da ilta com um vulcão ativo falou naquilo que considera ser «um crime público cometido pelo Estado e pelos governos», sublinhando que as pessoas de Chã deviam entrar com um ação judicial nos tribunais internacionais contra os dois partidos do arco da governação - PAICV e o MPD.

Diante de tudo isso, apelou aos eleitores de Chã para, no dia 18, exibirem “um cartão vermelho” a esses dois partidos, colocando um “basta” na governação do país. Para tal, alerta que é necessário que as pessoas votem na UCID para servir de alternativa, prometendo, caso for eleito, exigir no parlamento um assentamento digno para Chã das Caldeiras.

Também a candidatura do Movimento para a Democracia (MpD) apresenta, como proposta, três eixos fundamentais para o sector, visando melhorar as condições de vida dos pescadores da ilha e de todos aqueles que dependem directa ou indirectamente deste sector.

O cabeça-de-lista do MpD pelo círculo eleitoral do Fogo, Filipe Santos, apontou como primeiro eixo o financiamento a todos os pescadores que possuem embarcações de boca aberta para mantê-las, assim como para aquisição de embarcações de maior dimensão para pesca mais afastada da costa.

O outro eixo tem a ver com o enquadramento de todos os pescadores no sistema de previdência social, através da inscrição dos mesmos no Instituto Nacional de Seguros e Previdência Social (INPS). Isto de modo a garantir acesso aos cuidados de saúde, mas também o seu próprio futuro é outro eixo para desenvolver a pesca na óptica do MpD.

Felipe Santos apontou ainda como uma das “grandes apostas” para as pescas, a aquisição de motores eléctricos para as embarcações de pesca, funcionando com baterias e painéis solares para reduzir os custos com a aquisição de combustíveis, além da modernização das casas dos pescadores, instalação de unidades de produção de gelo e de transformação e conservação de pescados, de entre outros.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project