ESCREVA-NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Janira Hopffer Almada escreve sobre Governação do MpD e o Emprego: Das FAIMO aos Estágios profissionais 03 Janeiro 2020

Num post colocado na sua página de facebook, a líder do maior partido da oposisão questiona os dados estatísticos do INE sobre a suposta redução do desemprego em Cabo Verde. Janira Hopffer Almada lembra que, como em 1990 mandou abrir Frentes de Alta Intensidade de Mão-de-obra (FAIMO) para garantir a ocupação das pessoas, particularmente no mundo rural, o MpD volta agora a substituir FAIMO por estágios profissionais, talvez para fazer crer que está a criar os 45 mil empregos prometidos durante esta legislatura, que termina em 2021. «Hoje, a Governação actual, que tem como protagonistas as mesmas Personalidades dos finais da década de 90, decidiu substituir as FAIMO pela massificação do Programa de Estágios Profissionais, para fazer os Cabo-verdianos acreditarem que, afinal, está a gerar os 45 mil empregos dignos que prometeu. Mais uma vez, a 1 ano das Eleições!»adevertiu a líder do PAICV, perguntando ao INE/Governo de Ulisses Correia e Silva em que ilha foram criados os postos de trabalho anunciados que reduziu a taxa de desemprego. Para mais detalhes, confira o conteúdo do referido post, que publicamos a seguir.

Janira Hopffer Almada escreve sobre Governação do MpD e o Emprego: Das FAIMO aos Estágios profissionais

Nos finais da Governação de 90, é sabido que o Governo de então mandava abrir Frentes de Alta Intensidade de Mão-de-obra (FAIMO), para garantir a ocupação das pessoas, particularmente no mundo rural – e, assim, conseguir fazer o Povo acreditar que o desemprego estava a baixar. Isto a 1 ano das Eleições, que aconteceram em 2000/2001!

Hoje, a Governação actual, que tem como protagonistas as mesmas Personalidades dos finais da década de 90, decidiu substituir as FAIMO pela massificação do Programa de Estágios Profissionais, para fazer os Cabo-verdianos acreditarem que, afinal, está a gerar os 45 mil empregos dignos que prometeu.
Mais uma vez, a 1 ano das Eleições!

O que perguntamos é se Estágio é Emprego!

E o que queremos saber é em que Ilha/Município foram gerados esses supostos empregos dignos (e prometidos)!

Terá sido em Santo Antão? As pessoas de Santo Antão sentiram?

Ou terá sido em São Vicente? Os Jovens em São Vicente estão com mais e melhor emprego?

Ou será em São Nicolau? Afinal os Jovens estão com emprego lá, e a Ilha está com menos pessoas?

Ou será na Praia? Em que Sectores se está a gerar emprego na Capital? Nas Micro, Pequenas e Médias Empresas?

Ou será no Interior de Santiago? Afinal, os 3 anos de seca consecutiva já não servem para justificar a alta taxa de desemprego?

Ou será no Fogo?

Ou será no Maio?

Ou na Brava?

ONDE???

Que nos digam, por favor, ONDE e em que SECTORES foram gerados esses supostos empregos dignos, para podermos aplaudir!

Mas, não nos venham tentar convencer, a esta data, que Estágio se transformou em Emprego Digno (que foi prometido) e que se está a considerar “EMPREGADO” o “ESTAGIÁRIO” que, depois do estágio, não tem qualquer garantia de contratação!

E não nos peçam, por favor, para fingirmos que acreditamos que, sem nenhuma Reforma e sem nenhuma medida estruturante, em nenhum Sector Estratégico, o Governo conseguiu finalmente, a varinha mágica (que o Primeiro-Ministro assumiu que não tem) para gerar esses supostos empregos!

Janira Hopffer Almada
(Post publicado na sua página de facebook)

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project