NOS KU NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Mega operação contra grupos rivais em Achada Grande Trás: Forças de segurança detêm 17 suspeitos por crimes de homicídio, roubo com violência à mão armada e tráfico de drogas 21 Junho 2020

Numa operação que ocorreu, este sábado, na localidade de Achada Grande Trás, na Praia, envolvendo um contingente de 272 efeitvos da PJ, PN e das Forças Armadas, a Polícia Judiciária deteve 17 homens, suspeitos da prática de vários crimes graves, com destaque para os de homicídio, disparo de arma de fogo, motim, tráfico de drogas e roubo com violência sobre pessoas e coisas, cometidos de 2014 à esta data. As forças de segurança e defesa apreenderam ainda (ver fotos) vários objetos e produtos, nomeadamente 10 armas de fabrico artesanal «boca bedjo», 15 armas brancas e 30 tacos de padjinha.

Mega operação contra grupos rivais em Achada Grande Trás: Forças de segurança detêm 17 suspeitos por crimes de homicídio,   roubo com violência à mão armada e  tráfico de drogas

Em comunicado remetido a este diário digital, a Polícia Judiciária informa que, na sequência de uma série de investigações que tinha em curso, desencadeou, na manhã deste sábado,20, uma operação na localidade de Achada Grande Trás, que culminou na detenção de 17 indivíduos do sexo masculino, com idade compreendidas entre os 16 e os 36 anos, oito dos quais detidos em flagrante delito e nove fora de flagrante delito. Tudo por serem « suspeitos da prática de crimes de homicídio, homicídio tentado, detenção e disparo de arma de fogo, motim, tráfico de drogas e roubo com violência sobre pessoas e coisas, cometidos de 2014 à presente data».

Segundo a mesma fonte, ainda na sequência do cumprimento de 25 mandados de buscas a residências, foram apreendidas 10 armas de fabrico artesanal, denominadas de “boca bedjo”, 15 armas brancas, 17 munições calibre 12 mm e 30 tacos de cannabis. A PJ apreendeu ainda 1 televisão plasma, 1 aparelho de micro-ondas, 1 leitor de DVD e 1 leitor de CD, que se presume serem objetos provenientes de roubo.

«Os detidos, que fazem parte de três grupos rivais, que viviam em constante conflito entre si, e causavam transtornos aos moradores, serão presentes, dentro do prazo legal, às autoridades judiciárias competentes, para efeito do primeiro interrogatório judicial de arguidos detidos e aplicação de medidas de coação pessoal», lê-se no comunicado referido.

Nesta operação, na qual participou um contingente de 272 efetivos, a PJ contou com o apoio crucial da Polícia Nacional e das Forças Armadas de Cabo Verde.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project