ESCREVA-NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

José Maria Neves alerta para consequências de mobilização de avultados recursos pela via de endividamento público e fragilização da regulação de sectores estratégicos 26 Julho 2019

O ex-Primeiro-ministro escreve, no post que editou na sua página de facebook, que caminho que se está a seguir, de mobilização de avultados recursos internos pela via de endividamento público para dar garantias a grandes empréstimos privados é sedutor a curto prazo, mas pode trazer consequências muito nefastas para a economia e as finanças públicas do país, a prazo. José Maria Neves vai mais longe, afirmando que « a fragilização da regulação de setores estratégicos como as telecomunicações e os transportes aéreos e marítimos, a nacionalização e a re-estatização da gestão de importantes empresas anteriormente privatizadas como a Caixa Económica e a CV Telecom, a intransparência na gestão de alguns negócios públicos como a privatização do setor dos transportes aéreos e marítimos são motivos de mais preocupações quanto ao futuro das Ilhas». Confira, a seguir, os detalhes desse post de Neves, tido como um potencial candidato às presidenciais de 2021, que defende também uma reforma profunda do Estado de Cabo Verde.

José Maria Neves alerta para consequências de mobilização de avultados recursos pela via de endividamento público e fragilização da regulação de sectores estratégicos

Dinheiro e Políticas Públicas

1. Desde há muitos anos tem havido dinheiro suficiente para financiamento de empresas em Cabo Verde. BAD, BADEA, BEI, BIDC, Bancos Nacionais e Bancos Portugueses etc sempre disponibilizaram milhões de contos para financiar projetos públicos e privados.

2. O grande constrangimento refere-se à dimensão do mercado e ao ambiente de negócios: excesso de burocracia, custos elevados e ineficiências dos transportes, da água e da eletricidade, escassez de recursos humanos qualificados em áreas sensíveis para os negócios, taxas de juro incomportáveis... Diga-se em abono da verdade que estes são constrangimentos comuns aos pequenos estados insulares em desenvolvimento. Todos estão confrontados com reduzida capacidade de autofinanciamento e de endividamento, elevadas taxas de juro e dívida e déficits também elevados. A dívida pública das Seicheles chegou a mais de 180% do PIB na década de 2000. Muito elevados são também os custos de infra-estruturação, dos transportes e logísticos.

3. Nestes pequenos estados os projetos de investimentos privados dificilmente são bancáveis, não por incapacidade dos empresários ou gestores, mas por razões que decorrem das inerentes insuficiências, ineficiências, baixa produtividade e competitividade dos pequenos mercados.

4. Cabo Verde precisa, para este tempo, mais do que nunca, de radicais e profundas reformas estruturais nos domínios do estado e da administração pública, da educação, ensino superior e formação profissional, dos transportes e infra-estruturas e de financiamento das micro, pequenas e médias empresas. Mas uma dinâmica transformadora dessa envergadura demanda acima de tudo visão partilhada de longo prazo, liderança inspiradora e consensos alargados.

5. O caminho que se está a seguir, de mobilização de avultados recursos internos pela via de endividamento público para dar garantias a grandes empréstimos privados é sedutor a curto prazo, mas pode trazer consequências muito nefastas para a economia e as finanças públicas do país, a prazo.

6. Outrossim, a fragilização da regulação de setores estratégicos como as telecomunicações e os transportes aéreos e marítimos, a nacionalização e a re-estatização da gestão de importantes empresas anteriormente privatizadas como a Caixa Económica e a CV Telecom, a intransparência na gestão de alguns negócios públicos como a privatização do setor dos transportes aéreos e marítimos são motivos de mais preocupações quanto ao futuro das Ilhas.

José Maria Pereira Neves (post publicado na sua página de facebook).

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project