REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

O homem mais rico do mundo em África iguala ‘Top-10 dos bilionários 2019’ 17 Abril 2019

Mansa Musa Keita: o imperador do Mali que em dinheiro atual vale 400 biliões, ou seja quatro vezes mais que Jeff Bezos e Bill Gates, os dois primeiros da lista Forbes deste ano.

O homem mais rico do mundo em África iguala  ‘Top-10 dos bilionários 2019’

O homem mais rico do mundo, de todos os tempos, segundo estabelecido na ciência histórica, foi o imperador do Mali, que reinou no então mais próspero império de África.

Musa Keita I nascido na década de 1280 torna-se (ao suceder ao tio, Abu Bakra Keita II, desaparecido numa expedição ao Oceano Atlântico) o décimo ’mansa’ do império, como reporta o historiográfico árabe Ibn-Kaldune.

Na senda dos seus predecessores, expandiu o Império do Mali ao conquistar vinte e quatro novas cidades e áreas circundantes. Com o Império a alargar-se até abranger partes da Gâmbia, do Gana, Chade, Nigéria, Etiópia, Musa acrescenta novos títulos à sua majestade crescente: Emir de Mele, Mansa do Gana, Songhai e outros, Senhor do Comércio Trans-Saariano (com acordos de comércio com Marrocos)…

De 1312 a 1337, sob Musa, o Mali cresceu e acumulou riquezas que fizeram do seu imperador, intitulado ‘mansa’, o homem mais rico do mundo em toda a História, como relatam fontes históricas citadas em artigo da BBC em 28 deste março.

A sua fama chegou à Europa, como prova o ’Atlas Catalan’ (concluído em 1375, hoje tesouro da biblioteca nacional francesa, em Paris) que reproduz a figura de Musa com a coroa de ouro e globo de ouro, como convém ao ’Senhor das Minas de Wangara’.

Musa faz a sua peregrinação a Meca numa viagem de 1324 a 1325, com um séquito de 60 mil pessoas e uma carga de presentes que ia distribuindo como esmolas pelas terras por onde passava. Em cada cidade onde parou, na sexta-feira santificada do calendário islâmico, deixou dinheiro para a construção de uma mesquita. Não admira que a sua fama tenha ultrapassado o continente! A consequência foi despertar na Europa o velho sonho de chegar às terras onde as árvores dão ouro, com as sequências históricas que conhecemos...

— -
Fontes históricas/outras referidas. Foto: A mesquita Djinguereber que mandou construir — após a peregrinação a Meca de 1324-5 — o imperador Musa, doravante com mais um título, El-Hajj. A edificação, toda construída em terra e materiais orgânicos, hoje integra a Universidade de Timbuktu.

Os artigos mais recentes

25 Apr. 2019
RADAR
Favelas para todos?

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project