ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Morte José (Beto) Alves Fernandes: Presidente da ANMCV e vice-primeiro-ministro apresentam condolências à família enlutada 26 Dezembro 2020

O presidente da ANMCV, Herménio Fernandes, e o vice-primeiro-ministro, Olavo Correia, apresentaram hoje pessoalmente as condolências à família do presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina, José Alves Fernandes, falecido esta quinta-feira.

Morte José (Beto) Alves Fernandes: Presidente da ANMCV e vice-primeiro-ministro apresentam condolências à família enlutada

“Transmiti uma mensagem de solidariedade e conforto à família, porque, estamos perante uma perda irreparável, de um grande autarca, um grande cidadão e servidor público, e um homem que fez muito por Santa Catarina e por Cabo Verde”, destacou Herménio Fernandes, em declarações à Inforpress após apresentar esta manhã pessoalmente as condolências à família, na residência do malogrado.

Segundo lembrou, Santa Catarina sob a liderança de José Alves Fernandes, também conhecido por Beto Alves, transformou-se, tendo afirmado que o malogrado contribuiu para elevar a auto-estima e o sentido de pertença dos santa-catarinenses.

O também presidente da Câmara Municipal de São Miguel considerou o malogrado “um “homem íntegro, determinado, cheio de sonhos, e que amava o seu povo”.

Por sua vez, também em declarações à Inforpress, o também ministro das Finanças disse que transmitiu uma mensagem de solidariedade e de muita força, neste momento terrível para a família, sobretudo, para o povo de Santa Catarina, de Cabo Verde e do Movimento para a Democracia (MpD).

O também vice-presidente do MpD descreveu Beto Alves “como um homem sereno, sério, humilde, compreensível, tranquilo, engajado, comprometido com Cabo Verde, e determinado”, que, segundo lembrou, “tudo fez para servir o seu município, o MpD e Cabo Verde”.

Não obstante, ter partido um homem com todas essas qualidades, Olavo correia enalteceu o facto de as suas obras ficarem e a certeza da continuidade do seu legado.

Esta quinta-feira, o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, apresentou pessoalmente as condolências aos familiares, na residência do malogrado. Além do chefe do Governo, apresentaram as condolências aos familiares, o ministro do Estado, Fernando Elísio Freire, a líder parlamentar do Movimento para a Democracia (MpD), Joana Rosa, deputados nacionais e eleitos municipais do MpD e do Partido Africano da Independência de Cabo Verde.

O funeral de José Alves Fernandes foi marcado para o próximo domingo, em Assomada.

Entretanto, o corpo vai estar este sábado em câmara ardente no salão Nobre dos Paços do Concelho de Santa Catarina, para os munícipes despedirem de Beto Alves.

No domingo, as cerimónias fúnebres principiam a partir das 10:30, com missa de corpo presente na igreja de Nossa Senhora de Fátima, em Assomada, seguindo-se a cerimónia de homenagem na Praça Central, que contará com uma intervenção da presidente de câmara Jassira Monteiro.

Pelas 12:00, o féretro segue em romagem para o cemitério de Nhagar, Assomada.

A Câmara de Santa Catarina decidiu decretar três dias de luto municipal, em “homenagem e memória” do presidente José Alves Fernandes.

“O luto municipal é efectuado entre esta sexta-feira, 25, e domingo, 27, com o consequente encerramento dos serviços públicos municipais e colocação de bandeira a meia haste, a partir das 08:00 desta sexta-feira, num acto público a ter lugar na Praça Central e para o qual convida todos os santa-catarinenses”, lê-se na nota enviada à Inforpress.

José Alves Fernandes, 44 anos, encontrava-se nos cuidados intensivos do hospital central da Praia, depois de ter sido transferido do Hospital Regional Santa Rita Vieira, de Santa Catarina.

O presidente da câmara de Santa Catarina, confirmou o director clínico, do Hospital da Praia, sofreu uma lesão por uma arma de fogo na região temporal esquerda, que lhe causou um “traumatismo crânio encefálico grave” e que, tudo indica, segundo sinais observados, “o disparo teria sido feito a uma muita curta distância”.

A Tomografia Axial Computorizada (TAC) realizada numa clínica privada, segundo avançou Victor Costa, “confirmou essa lesão por arma de fogo com fracturas e também com lesões intraparentematoso, portanto a nível do cérebro”.

A Polícia Judiciária, por seu lado, em comunicado de imprensa, apontou para indícios de tentativa de suicídio, após as diligências preliminares e informações recolhidas no local, prometendo, entretanto, prosseguir com as averiguações.

Nascido na localidade dos Engenhos, Santa Catarina, Beto Alves, de 44 anos de idade, residia em Achada Riba, cidade de Assomada e antes de entrar nas lides políticas era professor e formador.

Licenciado em Ciência Política (ramo de Estado e Administração Pública) pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias de Lisboa, com pós-graduação em Direito das Autarquias Locais, foi director de Saneamento e Fiscalização, bem como director do Ambiente e Saneamento, durante o mandato de Francisco Tavares de 2008 -2012.

De 2012 a 2016 exerceu as funções de vereador do Pelouro da Água, Energia, Ambiente, Saneamento e Protecção Civil, acumulando ainda as funções de presidente do conselho de administração do extinto Serviço Autónomo de Água e Saneamento de Santa Catarina (SAAS).

Em 2016, foi eleito presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina, tendo renovado o mandato nas últimas eleições de 25 de Outubro pelas listas do Movimento para a Democracia (MpD). A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project