INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Procurador-geral e ministro da Justiça Jeff Sessions demite-se "a pedido" de Trump —Whitaker sobe 09 Novembro 2018

O procurador-geral e ministro da Justiça Jeff Sessions, de 71 anos, demitiu-se “a pedido do Presidente”, segundo o comunicado divulgado esta quarta-feira, 7. O inquérito sobre a interferência russa na eleição de 2016 derruba mais um ex-apoiante de Trump.

Procurador-geral e ministro da Justiça Jeff Sessions demite-se

Matthew Whitaker, de 49 anos, é o novo procurador-geral e ministro da Justiça interino, como anunciado no Twitter do presidente dos Estados Unidos no final do mesmo dia. Tido como indefectível apoiante de Trump, é este chefe de gabinete de Sessions e não o seu vice Rod Rosenstein que ascende ao cargo.

Sessions, representante do Alabama, estado do ‘sul profundo’, foi o primeiro senador republicano a posicionar-se no apoio ao candidato Trump, em 2016. A política anti-imigratória de Trump era partilhada com Sessions.

Mas um ano depois, em março de 2017, a relação tremeu quando Sessions reconheceu ter omitido os seus encontros com o embaixador russo enquanto trabalhava para a eleição de Trump.

Consta, como refere o Times of Israel, que Trump nunca perdoou a Sessions ter desperdiçado assim a oportunidade de ser ele, o seu primeiro apoiante, a conduzir a famigerada investigação.

“Justiça entre aspas”

Crítico: “Mueller foi longe na investigação a Trump”
Em setembro de 2017, Whitaker torna-se chefe de gabinete de Sessions. Os politólogos relacionam a sua ascensão na Justiça ao facto de Whitaker ter, no mês anterior, publicado uma tribuna na CNN intitulada “Investigação de Mueller a Trump está a ir longe demais”. A sua tese era que as finanças de Trump tinham de ficar fora da investigação.

Fontes: Washington Post/N Y Times / Times of Israel

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project