DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

O sonho terminou. Marrocos elimina Portugal do Mundial 10 Dezembro 2022

En Nesyri aproveitou um erro de Diogo Costa para marcar e eliminar a equipa das quinas. Agora, o Leão do Atletas fica à espera do desfecho do Inglaterra-França para saber qual o adversário que terá pela frente, nas meias-finais.

O sonho terminou. Marrocos elimina Portugal do Mundial

O sonho português de conquistar o primeiro Campeonato do Mundo de sempre caiu, este sábado, por terra, fruto da derrota sofrida diante de Marrocos, no Al Thumama Stadium, por 1-0, que ditou o afastamento dos quartos-de-final, escreve NM.

En Nesyri marcou o primeiro e único golo da tarde, no seguimento de uma saída em falso de Diogo Costa, e colocou o Leão do Atlas nas ‘meias’, fase nunca antes alcançada por uma seleção africana em toda a história.

Leão do Atlas defendeu-se… e rugiu ao primeiro deslize

Segundo a mesma fonte, tal como era esperado, Marrocos entrou em campo com um bloco baixo, cortando toda e qualquer linha de passe da seleção portuguesa, obrigando os homens de Fernando Santos a ir alternando o centro de jogo consecutivamente em busca de um eventual ‘buraco’, que poucas vezes surgiu.

João Félix até teve uma oportunidade de ouro para desfazer o nulo, logo aos cinco minutos, mas o cabeceamento foi travado por Bono. Na resposta, Youssef En-Nesyri atirou a centímetros de barra, deixando, desde logo o aviso que o Leão do Atlas não precisava de muito para criar perigo.

Aos 31 minutos, descreve NM, o avançado do Atlético de Madrid dispôs de uma nova oportunidade para marcar, mas, desta feita, a bola desviou num defesa e passou a centímetros da barra. Aos 42 minutos, eis que o nulo se desfez. Após cruzamento de Yahia Attiyat-Allah, Diogo Costa saiu em falso e En Nesyri aproveitou para cabecear para o fundo das redes.

Antes do apito para o intervalo, ainda houve tempo para Bruno Fernandes ficar à beira do empate, quando, ao tentar cruzar a bola, acertou em cheio na barra. Seguiram-se dois lances polémicos na grande área marroquina, em que o médio do Manchester United e Otávio reclamaram falta de Achraf Hakimi, mas, em ambas as ocasiões, Facundo Tello mandou jogar.

Reação não chegou para evitar o ‘adeus’

Ciente de que era preciso fazer muito mais para deixar para trás Marrocos, Portugal regressou dos balneários bem mais acutilante, e, depois de um primeiro ‘susto’ provocado por Romain Saiss, que obrigou Diogo Costa a uma defesa de instinto, somou oportunidades de sobra para ‘fazer estragos’.

Aos 58 minutos (e já com Cristiano Ronaldo em campo), após cruzamento de Otávio, Gonçalo Ramos apareceu completamente sozinho na grande área, mas cabeceou ao lado. Apenas seis minutos depois, foi a vez de Bruno Fernandes desferir um ‘tiraço’, que fez a bola passar a centímetros da barra. Aos 82, Bono brilhou e negou um grande golo a João Félix.

Conforme ainda NM, até final, ainda houve tempo para Walid Cheddira entrar… e ser expulso, mas Marrocos resistiu e fica, agora, à espera do desfecho do encontro entre Inglaterra e França para saber qual o adversário que terá pela frente, nas meias-finais do Mundial. O pontapé de saída está agendado para as 19h00 (hora de Portugal Continental) deste sábado, no Al Bayt Stadium, em Al-Khor.

Momento do jogo: En Nesyri foi a cara do pragmatismo marroquino. Se a seleção portuguesa desperdiçou oportunidade atrás de oportunidade, o mesmo não se pode dizer do Leão do Atlas, que aproveitou da melhor maneira um erro poucas vezes visto de Diogo Costa para marcar e abrir caminho à vitória, conclui a fonte deste jornal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project