SERÁ NOTÍCIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

OMS: Situação sanitária de Cabo é comparável à dos Países de rendimento alto 05 Setembro 2018

A Organização Mundial de Saúde (OMS) acaba de publicar o Relatório sobre o Estado de Saúde em África, colocando Cabo Verde como um dos Países cuja situação sanitária, é comparável à dos Países de rendimento alto. Esta informação saiu do 68º Comité Regional da Organização Mundial da Saúde para a África, realizadio em Dakar – Senegal, de 27 a 31 do mês passado, e teve como um dos pontos altos o lançamento de um novo relatório sobre o estado da saúde em África.

OMS: Situação sanitária de Cabo é comparável à dos Países de rendimento alto

Neste evento, que reuniu Ministros da Saúde e altos funcionários de 47 países africanos que fazem parte da Região Africana da OMS, Cabo Verde esteve representado pelo Ministro da Saúde e da Segurança Social, Arlindo do Rosário e pela Presidente do Instituto Nacional de Saúde Pública, Maria da Luz Lima.

De acordo com o Governo cabo-verdiano, o relatório fornece uma visão abrangente do estado de saúde e serviços relacionados e o desempenho do sector da saúde no contexto da Agenda 2030 e os ODS na região. "Neste âmbito, a OMS colocou Cabo Verde como um dos países, cuja situação sanitária é comparável aos Países de rendimento alto.

De entre as várias resoluções e documentos discutidos e aprovados pelos Ministros dos Estados membros Afro destacam-se: o relatório de progressos sobre a Implementação da Agenda de Transformação do Secretariado da OMS na Região, o trabalho da OMS na mobilização de recursos através do reforço das parcerias para melhor prestar apoio aos Estados-Membros, o quadro regional para a implementação da estratégia mundial de prevenção e luta contra a cólera e a situação da implementação dos quatro compromissos calendarizados sobre as doenças não transmissíveis na Região Africana. Foram ainda analisados o financiamento sustentável para a saúde em África na actual conjuntura de fatores económicos mundiais, o roteiro do apoio ao acesso aos medicamentos e vacinas em 2019-2023 e o projecto de Estratégia global de saúde, ambiente e mudanças climáticas.

Refere-se que durante a 68ª Comité Regional, a representação cabo-verdiana partilhou a boa experiência do País em dois eventos paralelos, nomeadamente o lançamento da análise sobre o Estado da Saúde na Região Africana e a Expansão da Saúde Digital em África.

Já o Ministro da Saúde e da Segurança Social Arlindo do Rosário fez uma intervenção na mesa redonda sobre a “Iniciativa para a Eliminação do Paludismo no Sahel – Reunião Ministerial de Alto Nível”, promovida pela OMS e Roll back Malária, em que os Ministros da Saúde do Sahel assinaram um compromisso para acabar com a doença na sub-região até 2030.

À margem dessa reunião do Comité foi realizado o encontro dos Ministros da Saúde dos Pequenos Estados Insulares em desenvolvimento da região afro, onde foi debatida a proposta da OMS sobre as compras agrupadas.

Recorde-se, que o Comité Regional da OMS Afro é um fórum que analisa o trabalho da OMS na região e dá orientações sobre ações para melhorar a situação da saúde nos Estados Membros.

Trata-se de um encontro anual que contou, este ano, com a presença do Director-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus e da Directora Regional da OMS para África, Matshidiso Moeti, para além de representantes de agências da ONU, fundos e programas, sociedade civil, organismos bilaterais e multilaterais e outros.

Celso Lobo

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project