Cultura

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Obras de pintura e fotografia de artistas da África lusófona vão a leilão em Paris 09 Novembro 2022

Um leilão com obras de artistas da África lusófona, como Malangatana (1936-2011), Bertina Lopes (1924-2012) e Manuela Jardim, vai decorrer hoje em Paris, organizado pela leiloeira Piasa, provenientes da galeria portuguesa Perve, com sede em Lisboa.

Obras de pintura e fotografia de artistas da África lusófona vão a leilão em Paris

O leilão internacional dedicado à arte africana moderna e contemporânea realiza-se a partir das 18:00, e inclui uma secção dedicada à produção artística nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP).

Obras em pintura, escultura e fotografia de artistas de várias gerações, incluindo os moçambicanos Malangatana, Bertina Lopes, Reinata Sadimba, Ricardo Rangel, Sérgio Santimano, Marco Brás ou João Donato, de Cabo Verde, Manuel Figueira e Abraão Vicente, de Angola, Ana Silva, de São Tomé, José Chambel e Valdemar Dória, e da Guiné-Bissau, Manuela Jardim, estão entre as representadas no catálogo da leiloeira Piasa, disponível ´online´.

O trabalho do fotógrafo angolano Edson Chagas surge também representada no catálogo, com o conjunto de imagens “Found not taken” de 2013, ano em que o seu trabalho, que representou Angola na Bienal de Arte de Veneza, venceu o Leão de Ouro para o melhor pavilhão nacional.

As fotografias de Chagas entraram na instalação “Luanda, Cidade Enciclopédica”, com curadoria de Paula Nascimento e Stefano Pansera, que representou Angola em Veneza.

No catálogo do leilão está ainda um livro de artista do escritor e artista visual angolano José Eduardo Agualusa, intitulado “Gramática do instante e do Infinito” (2021).

Com secções dedicadas à produção artística da Nigéria, Gana, Senegal ou Benin, a leiloeira criou uma especificamente intitulada “Lusofonias”, que leva o nome da coleção de arte da Perve, com um texto de apresentação de Olivia Anani, codiretora do departamento Arte Contemporânea Africana da Piasa.

A responsável realça, no texto, o trabalho em fotografia dos moçambicanos Ricardo Rangel e Sérgio Santimano, “testemunho sensível e poderoso da história de Moçambique, em construção”, destacando ainda os nomes dos artistas Bertina Lopes, Malangatana, Ídasse Tembe, Ernesto Shikani (1934-2010) e Teresa Rosa d´Oliveira (1945-2019).

Em comunicado sobre o leilão, a Perve Galeria aponta que a obra de Ernesto Shikhani, artista que representa desde 2003, foi recentemente integrada na Coleção do Centro Georges Pompidou, em Paris.

A galeria recorda ainda que a obra da artista Teresa Roza d’Oliveira, “feminista e libertária” nascida em Moçambique, foi alvo de destaque, em outubro, numa exposição realizada na feira de arte contemporânea africana AKAA, que decorreu também na capital francesa.

A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project