CINEMA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Olívia Newton-John de "Grease-tempos da brilhantina" 11 Agosto 2022

A cantora e atriz britanico-australiana, detentora de dezenas de galardões, incluindo quatro prémios ’Emmy’, entre 1966 e 2016, brilhou em Hollywood no musical de 1978 ao lado de John Travolta. Incarnou na tela a liceal Sandy — nome que inspirou muitos novos papás desde então —, mas a Olívia Newton-John tinha uma longa carreira na música e o dobro da idade (29 anos) da sua personagem. Mais de meio século a cantar, a estrela apagou-se na segunda-feira, aos 73 anos, vítima de cancro metastático detetado primeiro em 1992.

 Olívia Newton-John de

Olivia há três anos anunciou que os médicos lhe tinham encontrado mais um cancro em 2017. Era a terceira vez, a primeira em 1992 resultou numa mastectomia parcial. Mas afirmava: "Acredito que vou vencer outra vez".

A estrela de Grease acrescentou que estava a tratar-se "com a medicina convencional", incluindo radioterapia, e "com remédios naturais" que lhe faziam "mesmo muito bem". Afirmou mesmo sobre o produto extraído da plantação que o marido explora na sua quinta da Califórnia onde estava a viver: " O óleo de canábis ajuda-me a aliviar a dor".

Na segunda-feira, 08, "depois de uma jornada de mais de 30 anos contra o cancro, ela perdeu a sua batalha contra o cancro de mama metastático", lê-se na sua página da rede social (foto), publicada pelo marido com a referência ao título honorífico ’Dame’/Baronesa conferido pela Rainha Isabel II.

Mais de 50 anos de sucesso. Olivia nasceu em Cambridge em 26.9.1948 e aos seis anos a família emigrou para a Austrália. Viveu a infância e adolescência em Melbourne e aqui iniciou, aos 15 anos, a carreira musical e na televisão mas sem grande impacto. Voltou à Inglaterra em 1966 onde gravou o seu primeiro disco, mas o sucesso veio depois.

Em 1971 e 1973 atingiu os seus primeiros grandes sucessos com, respetivamente, a música If Not for You e Let Me Be There. Seguiu-se o hit Have You Never Been Mellow.

Em 1978, obteve o seu maior sucesso em Hollywood com Grease, o filme musical que recriava a América juvenil dos anos de 1950.

Voz ativa

Data de 2008 a fundação do Olivia Newton-John Cancer and Wellness Centre, dedicado ao tratamento de doentes com cancro e à investigação da doença.

A fundação da unidade hospitalar na capital australiana, Melbourne, foi uma mais etapa no ativismo de Olivia que desde os anos de 1990 foi uma voz ativa pelo tratamento e investigação sobre o cancro.

Entre as iniciativas para angariar fundos para a luta contra o cancro, consta que em 2016 criou com as colegas da música Beth Nielsen Chapman e Amy Sky o "álbum colaborativo" Liv On. O objetivo era "criar músicas com uma mensagem de compaixão e esperança. São para quem enfrenta um momento de desafio em suas vidas, seja de luto por uma perda – ou na jornada para a saúde e recuperação".

Fontes: AP/Hollywood Reporter/LA Times/. Fotos: Os tratamentos capilares têm sido tema de filmes e outros produtos da ’cultura pop’. No filme de 1978 a personagem Danny interpretada por Travolta faz e desfaz um ’caracol’, graças à plasticidade da ’grease’. A brilhantina (para cabelo caucasiano e africano) está de volta, com o "cabelo natural" da moda.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project