SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Criminalidade na Praia: Ondas de assaltos à mão armada com sequestro de taxista 11 Maio 2021

A situação está preta na Praia com a onda da criminalidade que se regista por todos os lados e que assume contornos complexos. Na última semana, aumentou o número de assaltos na Capital de Cabo Verde, com registos de vários assaltos à mão armada nas ruas e várias pessoas dizem sentir-se inseguras. O mais grave está a acontecer com taxistas - um deles foi amarrado e sequestrado por um grupo de três passageiros gatunos que apoderaram da viatura, deixando o condutor dentro do porta-bagagem de mãos atadas, olhos tapados com tiras de pano e fita adesiva colada na boca.

Criminalidade na Praia: Ondas de assaltos à mão armada  com sequestro de taxista

Vários cidadãos têm procurado o Asemanaonline para manifestar a sua preocupação face à onda de assaltos que se tem registado nos últimos dias na Capital cabo-verdiana.

Conforme apurou a reportagem deste jornal, na semana passada, um taxista que estava a fazer o seu trabalho normal, recebeu, na Avenida Principal do Plateau, oferta de “frete” por parte de três supostos passageiros, que se encontram bem trajados, solicitando o condutor que levasse os mesmos ao bairro de Pensamento. Mas, segundo conta um colega da vítima, chegado ao local de destino, os três passageiros surpreenderam o taxista: amarraram-lhe os membros, taparam os olhos da vítima com tiras de pano e colocarm-lhe fita adesiva na boca. Depois colocaram-no dentro do porta-bagagem do carro e puseram-se em fuga na mesma viatura.

Entretanto, como não sabiam conduzir bem, os larápios, descreve a nossa fonte, acabaram por descapotar o carro. Mas conseguiram fugir a tempo e o taxista foi encontrado ainda com a vida no porta-bagagem do referido táxi. Isto graças a pessoas que descobriram a tragédia ao passarem pelo local e comunicaram a Política dessa ocorrência.

Mas a onda de violência na Capital cabo-verdiana não pára por aí. Uma mulher, que não quis se identificar, disse ao Asemanaonline que foi assaltada, no final da semana passada, no calçadão em Palmarejo Baixo, em plena luz do dia: às 7 horas da manhã, quando fazia o seu habitual exercício físico diário, tendo dois ladrões levado o seu ipfone.

“Estava a fazer o meu exercício matinal e percebi que atrás de uma árvore estavam dois rapazes escondidos que aproximaram-se de mim e levaram o meu iphone. Não reagi, porque tenho consciência de que qualquer tentativa de reacção poderia ser fatal para mim”, realçou aquela vítima, adiantando que no dia seguinte, uma outra senhora foi surpreendida no mesmo lugar e na mesma hora, acabando por ser ferida num dos braços com uma arma branca, porque, no momento, não tinha nada valiosa para ser roubada. Alguns dias antes, dois diplomatas foram também vítimas de assaltos à mão armada no mesmo local.

Mas há outros relatos sobre falta de segurança que tem tirado sossego a muita gente na Capital cabo-verdiana. Na sexta-feira passada, uma estudante da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) reportou a este jornal que foi tirada o telemóvel na porta da sua residência, em Palmarejo, às 9 horas da manhã, quando dirigia para o estágio profissional, tendo sido ameaçada por um indivíduo com a faca.

Causas dos assaltos e policiamento

Preocupadas com essa onda de assaltos, todas as vítimas questionam o facto de não haver polícias na rua a controlar a situação. Por isso, dizem não querer fazer a queixa porque, a par da lenta investigação policial, não confiam na justiça em Cabo Verde.

Para várias fontes, a problemática da violência urbana está muitas vezes associada à alta taxa de desemprego e à crise económica que assola o país, agora agravada com o forte impacto da pandemia de covid-19 na economia nacional. De acordo com as vítimas ouvidas e que apelam por medidas sérias para pôr cobro a esta onda da criminalidade que assola a capital do País, “os jovens encontram-se nesta situação porque não têm nada a fazer, não estudam, não trabalham e resolvem atormentar as pessoas”.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project