DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

’Onde está Peng Shuai?’ — Naomi Osaka e outros atletas exigem investigação 18 Novembro 2021

A tenista chinesa Peng Shuai publicou uma denúncia na rede social Weibo no dia 2, sobre abusos sexuais que sofreu de um alto dirigente da China. Vinte minutos depois, o ’post’ foi apagado e desde então o paradeiro dela é desconhecido. A tenista japonesa Naomi Osaka entrou hoje na lista dos apoiantes da hashtag #WhereisPengShuai, pela qual se quer saber a verdade.

’Onde está Peng Shuai?’ — Naomi Osaka e outros atletas exigem investigação

A Peng Shuai, de 35 anos, fez a denúncia contra o ex-vice-primeiro-ministro Zhang Gaoli, de 70 anos, que alegadamente a forçou a manter relações sexuais, extraconjugais, há três anos. Na mesma publicação ela explicou que antes dessa agressão sexual mantinha uma relação "sentimental" com o homem.

O desconhecimento do paradeiro da estrela chinesa do ténis está a movimentar o mundo do ténis. A Chris Evert, que foi campeã dos Estados Unidos, expressou que "[a]s acusações são inquietantes. Conheço Peng desde os seus 14 anos, devemos todos estar inquietos, é grave. Onde está ela? Está em segurança?"

A campeã mundial japonesa Naomi Osaka afirmou-se "chocada com toda a situação". "Uma das maiores estrelas do desporto, Peng Shuai está em paradeiro desconhecido, desde que fez a denúncia de uma agressão sexual por um alto dirigente da China".

"Faço votos que Peng Shuai e a sua família estejam bem e em segurança", expressou Naomi Osaka no seu tweet.

Também o sérvio Novak Djokovic abordou o desaparecimento da tenista chinesa, após a sua estreia vitoriosa nas ATP Finals, a decorrer em Turim. "Não tenho muita informação sobre o assunto, ouvi falar disso há uma semana e honestamente é chocante que Peng Shuai tenha desaparecido", explicou o líder do ’ranking’ mundial masculino, na conferência de imprensa após o seu triunfo sobre Casper Ruud.

’Djoko’ expressou votos de que Peng seja "encontrada" e que "esteja bem". "É terrível, só posso imaginar como a família se está a sentir".

Investigação: pedem ATP e WTA

O diretor-executivo do circuito feminino de ténis (WTA), Steve Simon, pediu uma investigação completa às acusações da tenista: "Peng Shuai merece ser ouvida, e não censurada. A acusação que faz contra um antigo líder chinês, que envolve uma agressão sexual, tem de ser tratada com seriedade. Em qualquer sociedade, a denúncia dela exige uma investigação".

O presidente da Associação de Tenistas Profissionais (ATP), Andrea Gaudenzi, manifestou-se, esta segunda-feira, "profundamente preocupado com a incerteza em torno da segurança e paradeiro" da tenista Peng Shuai e apoia o WTA no apelo a uma investigação completa.

Fontes: Japan Times/AP/AFP

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project