LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Operação Marquês: Juiz Ivo Rosa na ONU, a convite de Guterres 12 Abril 2021

O secretário-geral das Nações Unidas, o ex-primeiro-ministro português António Guterres, escreveu uma carta a convidar o juiz Ivo Rosa — contra quem corre uma petição online — para integrar a bolsa de juízes da ONU por dois anos. O destaque é dado na imprensa portuguesa esta segunda-feira, em simultâneo com a petição online já assinada por mais de 156 mil pessoas, pelo afastamento do juiz do "Processo Marquês".

Operação Marquês: Juiz Ivo Rosa na ONU, a convite de Guterres

O magistrado Ivo Rosa, que dirigiu a instrução do processo cujo principal arguido é o ex-primeiro-ministro José Sócrates, está a ser objeto de grande contestação na sociedade portuguesa: uma petição online que no terceiro dia já contava "mais de 156 mil assinaturas", segundo a imprensa da referência, pede a sua retirada do Processo Marquês.

A petição online intitulada "Retirar o Juiz Ivo Rosa do Processo Marquês" tem como destinatários o Presidente da República, o Presidente da Assembleia da República, o 1º Ministro" e sete dos partidos com representação parlamentar.

Na introdução, expressa-se a frustração do "povo português" por "ver (que) a justiça não funciona".

Critica-se a seleção "à 4ª tentativa" do juiz "por via electrónica para ficar com a instrução judicial de casos que inicialmente estavam "com o Juiz Carlos Alexandre".

O pedido em tom de exigência é feito em nome dos "cidadãos deste país convictos de que a justiça não está a funcionar com a devida clareza e com transparência vimos exigir à Assembleia da República que retire o juiz Ivo Rosa do Processo Marquês".

Segue-se o relatório biográfico do juiz Ivo Rosa, pelo qual se quer provar que ele tem sido pouco curial no tratamento de casos de corrupção ligada à gestão de empresas públicas, dos mais mediáticos da sociedade portuguesa.

Também é destacada a relação complicada entre o magistrado e os investigadores do DIAP impedidos de "investigar com a minúcia e o rigor necessário", no que classificam de "boicote às investigações e de favorecimento de arguidos".

Mais de 156 mil peticionários em 3 dias

Segundo a imprensa portuguesa, mais de 156 mil tinham no domingo subscrito a petição pública online para afastar da magistratura o juiz que decidiu não levar Sócrates a julgamento por corrupção.

A decisão instrutória do juiz Ivo Rosa de levar a julgamento apenas 17 dos 189 crimes do processo Operação Marquês, e que deixa cair os crimes de corrupção passiva e fraude fiscal, está a causar escândalo no país.

Fontes: DN/Diário de Aveiro/TVI. Foto: O juiz Ivo Rosa durante a leitura da decisão instrutória que terá levado umas quatro horas.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project