POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Oposição pede ao INE dados complementares que confirmam suposta redução do desemprego no país 02 Janeiro 2020

A oposição, através do seu secretário-geral e deputado da Nação (Julião Varela) pede, com caráter de urgência, em carta remetida ao presidente do Instituto Nacional de Estatísticas (INE), um conjunto de informações complementares que confirma os recentes dados da mesma instituição, segundo os quais o desemprego terá supostamente baixado para 10,7%.

Oposição pede ao INE dados complementares que confirmam suposta redução do desemprego no país

Na missiva referida, o PAICV faz questão de realçar que, no dia 30 de Dezembro, foram publicados dados semestrais relativos ao emprego, para se informar os cabo-verdianos de que houve uma redução na taxa de desemprego, sem, no entanto, se dizer aos nacionais em que sectores de actividades os empregos terão sido gerados, em que quantidade, em que ilhas, qual a faixa etária desses supostos empregados e, muito menos, qual o seu índice de escolaridade.

«O INE informou que a taxa de desemprego é de 10,7%, sem, no entanto e na nossa opinião, partilhar os dados concretos e supra referidos e que, do nosso ponto de vista, são relevantes para se garantir a fidedignidade dessas informações e se perceber efectivamente essa suposta redução», diz o SG do PAICV, na carta que remeteu, esta terça-feira,31, ao presidente da INE.

Julião Varela, que é também deputado da Nação, fundamenta o pedido – que tem a sua assinatura - com base no artigo 65º do Regimento da Assembleia Nacional. «Pelo exposto, vimos, por este meio e ao abrigo do artigo 65º do Regimento da Assembleia Nacional, nas suas alíneas g) e i), requerer a V. Excelência se digne facultar-nos, para conhecimento e análise, e com carácter de urgência, os seguintes documentos e/ou informações, considerados indispensáveis ao exercício da Deputação: a) Os dados dessa suposta redução de desemprego, publicada ontem, no que tange ao número de empregos gerados; b) Os dados dessa suposta redução, publicada ontem, no que tange aos sectores de actividade onde esses empregos terão sido supostamente gerados; c) Os dados dessa suposta redução, no que tange às ilhas e/ou Municípios onde esses empregos terão sido supostamente gerados; d) Os dados dessa suposta redução, no que tange a faixa etária desses supostos “empregados” ou desempregados; e) Os dados dessa suposta redução, no que tange ao nível de escolaridade desses supostos “empregados” ou desempregados», a carta em apreço.

Segundo o documento, o papel da Oposição é, para além de outras tarefas, fiscalizar a acção governativa, com base em dados verídicos que possam elucidá-la sobre aquilo que se pretende fazer. «E, como deverá compreender o senhor presidente do INE, essas informações são de interesse público e a sua fidedignidade deve ser confirmada por quem de direito (neste caso, o INE)», diz Julião Varela na carta que vimos citando.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project