ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Orçamento da Câmara Municipal da Praia para 2023 é de mais de 3,1 milhões de contos 10 Novembro 2022

A Câmara Municipal da Praia apresentou hoje, à Assembleia Municipal, o seu orçamento para 2023 no valor de mais de 3,1 milhões de contos, com um aumento de um por cento (%) em relação a 2022.

Orçamento da Câmara Municipal da Praia para 2023 é de mais de 3,1 milhões de contos

O orçamento apresentado esta tarde pelo presidente da Câmara Municipal da Praia (CMP), Francisco Carvalho, vai servir, segundo este, para priorizar medidas e programas de auxílio à economia local, às famílias carenciadas, à inclusão dos jovens e à sociedade civil no processo de decisão e desenvolvimento do município.

Com este orçamento, realçou, a autarquia preocupou-se também com a gestão rigorosa de despesas, garantindo maior eficácia e transparência à governação e promoção da política de proximidade na cobrança de receitas municipais.

É também propósito do orçamento 2023, conforme Francisco Carvalho, aprimorar políticas inclusivas em que os munícipes estarão envolvidos no processo de decisão da autarquia através do conselho consultivo da Praia que irá auscultar personalidades de várias áreas e recolher subsídios.

“Dentro desta perspectiva de diálogo temos previsto a criação do Provedor do Munícipe no ano 2023”, disse, acrescentando que o orçamento tem ainda, como propósito, a infra-estruturação económica do município com projectos estruturantes.

Do montante orçamentado, sublinhou na sua apresentação, estão inseridas as despesas com a progressão, promoção e implementação do plano de cargos, carreiras e salários na Câmara Municipal da Praia, dívidas herdadas, planeamento e novas actividades.

O maior aumento no orçamento, segundo disse, é com despesas do pessoal e ronda um montante de 87 milhões de escudos, ou seja, 41% do total do orçamento, cumprindo a lei.

As despesas do município, afirmou, têm como foco elevar a qualidade do saneamento no município da Praia, melhorar a infra-estruturação e a planificação da cidade e a promoção do associativismo.

No que se refere a investimentos, indicou a previsão de 55% do orçamento, cerca de 1,7 milhões de contos, destinados a eixos relacionados com o saneamento básico, infra-estruturas e transporte, requalificação urbana e habitação, e eficiência energética.

O segundo eixo a nível de investimento, detalhado no orçamento, vai ser a coesão social com a criação de programas que promovam a inclusão social, a construção de habitação social e o empoderamento de famílias e reforços de instituições sociais existentes nos bairros.

“O capital humano é o maior eixo e com maior investimento, sendo que neste eixo estão previstas inovações como o projecto ‘Djudam bai scola’ (ajude-me a ir à escola), reabilitação da casa tabanka em Achada Grande e a ligação domiciliária de água e a prestação de cuidados na área de Saúde”, elucidou.

O orçamento municipal para 2023 engloba, ainda, vários projectos e visa dar continuidade às medidas de mitigação da crise instalada desde 2020 e prioriza o desenvolvimento da economia local.

O orçamento da Câmara Municipal da Praia vai ser debatido esta sexta-feira na Assembleia Municipal. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project