CINEMA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Óscares 2020: Melhor filme é ’Parasite’, o 1º não inglês que vence em 92 edições 11 Fevereiro 2020

’Parasit/Parasita(s)’ do realizador Bong Joon-Ho venceu, na noite de domingo, 9, (madrugada seguinte em Cabo Verde) a nonagésima-segunda edição dos Óscares da Academia de Cinema de Hollywood. Uma espécie de conto de fadas moderno do "gato borralheiro" e da "princesa" passado no próspero país sul-coreano … que surpresas pode trazer?

Óscares 2020: Melhor filme é ’Parasite’, o 1º não inglês que vence  em 92 edições

A nonagésima-primeira edição dos Óscares da Academia de Cinema de Hollywood, que teve lugar no Dolby Theater, Los Angeles, este domingo, 9, seleciona pela primeira vez um filme não-inglês como o Melhor Filme do ano. É o segundo prémio sucessivo que a Academia de Hollywood atribui à "diversidade", após o Óscar de 2019 a Green Book – Um guia para a vida, o filme baseado na biografia (real, pois!) do motorista branco dum pianista negro em plena época de segregação racial nos Estados Unidos.

‘Parasitas’´, como foi traduzido em português, é uma tragicomédia que mostra a luta de classes na Coreia do Sul atual, através do encontro entre Kim Ki-Wo, de família pobre, e Da-Hye, a filha dos ricos Park.

O Óscar não é todavia o primeiro reconhecimento internacional que o filme obteve. Em maio, ’Parasite’ obteve o prémio de melhor filme no mais prestigiado certame de cinema europeu, o Festival de Cannes de 2019.

A Palma de Ouro tornou-o o primeiro filme coreano a receber o prestigiado prémio, com o voto unânime do júri do festival.

Fontes: Sites. Foto (CJ ENM-distribuidora da Coreia do Sul): Cartaz da estreia de ’Parasite’ na Coreia do Sul, uma semana depois do lançamento, a 21 de maio, em Cannes onde arrebatou a Palma de Ouro.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project