MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

(Outro) Sofagate: "Senti-me magoada e sozinha como europeia e como mulher", Ursula Von der Leyen 28 Abril 2021

"Não fui tratada como igual, porque sou mulher", disse a presidente da Comissão Europeia ao falar esta segunda-feira, 26, depois do ’Sofagate’ durante o encontro de Von der Leyen e Charles Michel em Ancara com o presidente turco, no dia 7. A chefe da União Europeia, "magoada" com o incidente sexista na Turquia, apela por isso a uma reflexão sobre "o problema enorme que é a necessidade de fazer avançar os direitos da mulher, pela equidade de género".

(Outro) Sofagate:

"Não encontro qualquer justificação para o modo como fui tratada. Só posso concluir que só aconteceu porque sou mulher. Isto não me teria acontecido se usasse fato e gravata. Senti-me magoada e senti-me sozinha, como europeia e como mulher", expressou Ursula Von der Leyen.

Contudo, a presidente da Comissão Europeia reconhece que, "ao contrário de milhões de mulheres que são maltratadas", e[la] teve "as câmaras a filmar tudo" e teve "a oportunidade de expressar indignação e ser ouvida".

Nesse sentido apontou que "milhões de mulheres e crianças são vítimas de violência porque as leis não são aplicadas" ou porque existem "bloqueios de países, como a Turquia mas também países europeus" à Convenção dos Direitos das Mulheres.

"A saída da Turquia que é um dos membros fundadores do Conselho da Europa é um sinal terrível. Assim, "as mulheres da Turquia estão mais uma vez a ser impedidas de poder obter os seus direitos".

Estas palavras foram proferidas durante o encontro parlamentar em que se discutem as relações entre a União Europeia e a Turquia.

Presidente do Conselho Europeu pediu desculpa a Von der Leyen pela falta de reação

Esta segunda-feira, três semanas depois do incidente em Ancara, Charles Michel formalizou o pedido de desculpas a a Von der Leyen e afirmou que teria cedido o lugar mas que receou contribuir para mais um conflito diplomático com a Turquia.

As reações ao ’sofagate’ na União Europeia não foram unânimes. Houve quem tenha defendido que Michel tem precedência sobre Von der Leyen na hierarquia diplomática.

A primeira mulher que preside à União Europeia, Ursula Von der Leyen, em nenhum momento criticou Charles Michel nem tão-pouco Erdogan, mas enfatizou que espera ser tratada em pé de igualdade com o seu colega da União Europeia.

#TAMAM

Protestos ouviram-se na EU-União Europeia e na Turquia. Erdogan, há quinze anos no poder, disse no parlamento que sai assim que a nação turca peça.

De imediato nas redes sociais começaram a proliferar milhares de hastags #TAMAM, expressão em turco que significa "Basta!".

Segundo a BBC, numa semana já se contavam dois milhões de aderentes a subscreverem este #TAMAM.

Fontes: AFP/ DW/Euronews/. Relacionado: (Outro) Sofagate: Europa indigna-se com Erdogan descortês com Ursula Van der Leyen, 18.abr.021. Foto: Charles Michel e Recep Tayyip Erdogan já estão sentados, nas cadeiras formais, enquanto a presidente da Comissão Europeia se mantém de pé, sem direito a um assento e mesmo quando este lhe foi oferecido foi no sofá, numa posição subalterna. Para as instituições europeias, mais que um erro de protocolo ou mais ainda que uma afronta intencional, a atuação turca foi entendida como uma provocação.
.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project