POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

PAICV: Ausência de investimento público compromete o desenvolvimento e o bem-estar das famílias em Santiago Norte 06 Abril 2019

O maior partido da oposição acusa o Governo pela má governação e falta de investimentos económicos na região norte da ilha de Santiago, o que poderá constituir um obstáculo no desenvolvimento socioeconómico da região. Para a Comissão Política do PAICV local, Santiago Norte está na cauda de todos os indicadores a nível do País e com muitas famílias em situação de vulnerabilidade.

PAICV: Ausência de investimento público compromete o desenvolvimento e o bem-estar das famílias em Santiago Norte

Suportando nos dados, recentemente, divulgados pelo Instituto Nacional de Estatísticas de Cabo Verde (INE-CV), sobre Emprego e Mercado de Trabalho 2018, a Comissão Política do PAICV em Santiago Norte, liderada por António Fernandes, considera que os indicadores demonstram que o País se encontra numa situação complicada e degradante, comprometendo assim a felicidade prometida aos cabo-verdianos pelo atual governo.

"Na verdade, os dados apresentados não nos apanharam de surpresa: só vieram confirmar o que a Comissão Política Regional do PAICV em Santiago Norte (CPR-PAICV-SN) vinha alertando. Sabemos que os três anos da governação do MpD, associados à ausência de investimentos económicos, poderiam traduzir em consequências gravosas na dinâmica económica e social da Região. Hoje, esta região está na cauda de todos os indicadores a nível do País e com muitas famílias em situação de vulnerabilidade", anuncia.

Preocupado com o desenvolvimento, a CPR-SN do PAICV garante que todos os municípios da região de Santiago Norte apresentam valores da taxa de emprego abaixo da média nacional e que a taxa de desemprego aumentou de forma "gravosa e generalizada" em cinco dos seis municípios que compõem a região.

Aumento generalizado de desemprego em Santiago Norte

"Em Santa Cruz, a taxa de desemprego em 2017 passou de 6,2% para 22% em 2018, um agravamento de 15,8%. Neste mesmo período, a taxa do desemprego em São Salvador do Mundo passou de 10,3% para 20%. Em São Lourenço passou de 6,9% para 11% e em São Miguel passou de 10,1% para 15%", aponta a CPR-SN, sublinhando que o Governo do MpD tem demostrado pouca sensibilidade em lidar com a repartição dos recursos.

"Aliás, todos se lembram que o Governo tinha deixado os municípios de Santa Cruz, São Salvador do Mundo e São Lourenço dos Órgãos fora do programa para a mitigação de seca e do mau ano agrícola em 2019. Santa Cruz conta com a maior taxa de desemprego no contexto nacional, sendo um município que mais tem contribuído no abastecimento mercado nacional com produtos agrícolas. Entretanto, hoje não pode contar com a solidariedade necessária do governo do MpD num contexto do mau ano agrícola", manifesta.

Diante disso, o maior partido da oposição diz acreditar que que Santiago Norte estaria num outro estadio de desenvolvimento se o governo do MpD tivesse reforçado o setor das pescas e desse continuidade política na mobilização de água que vinha sendo implementada pelo governo do PAICV.

"Ao que parece, o Governo do MpD já botou a toalha ao chão, no que diz respeito à implementação de políticas públicas que contribuam para o desenvolvimento de Santiago Norte", conclui a liderança de António Fernandes.

CL

Os artigos mais recentes

25 Apr. 2019
RADAR
Favelas para todos?

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project