POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

PAICV critica “propaganda-política” do Governo com reflexos negativos na população 02 Junho 2022

Os deputados do PAICV pelo círculo eleitoral de Santiago Sul denunciaram hoje a falta de água, o desemprego, sobretudo junto dos jovens, e a ausência de uma política governamental impactante na melhoria da vida da população.

PAICV critica “propaganda-política” do Governo com reflexos negativos na população

Estas preocupações foram manifestadas à Inforpress pelo deputado nacional Manuel Brito, em Fontes Almeida. em jeito do balanço de uma semana de vistas ao círculo eleitoral de Santiago Sul, onde criticou as “péssimas condições da rodovia”, a problemática de água reivindicada pela população que vive da criação de gado, falta de pasto, entre outras inquietações.

O parlamentar revelou que a população está desgastada com os danos nas estradas e das fissuras das moradias provocadas pelos camiões da empresa chinesa que explora inertes nesta localidade, sem que os moradores beneficiem de qualquer contrapartida, pelo que exortou o Governo para, juntamente com a autarquia, procurar a melhor solução para resolver o problema dos moradores.

Quanto à visita à localidade de Achada Grande Trás, na Cidade da Praia, os parlamentares do maior partido da oposição criticaram o vazamento do esgoto da Casa para Todos, alegando que coloca em causa a saúde pública, razão pela qual exigem uma tomada de medida das autoridades no sentido de uma resolução definitiva desta inquietação, numa altura em que se fala muito do combate ao paludismo.

Sobre a escola secundária Manuel Lopes, na Calabaceira, Manuel Brito, o porta-voz do grupo, criticou o estado em que se encontra esta infraestrutura liceal que está “muito degradada”.

O deputado do PAICV revelou que da visita à comunidade local ficou demonstrada a preocupação dos moradores face ao desemprego, sobretudo junto dos jovens que terminaram os seus estudos.

Daí, criticou a política governamental, ressaltando que os 45 mil postos de trabalhos prometidos pelo Governo não passaram de propagandas política junto dos jovens cabo-verdianos que, atestou, vivem numa situação lamentável de desemprego.

Esta quinta-feira o grupo contactou a população de Nossa Senhora da Luz, no concelho de São Domingos, onde, de acordo com Brito, foi aproveitado para contactos directos com agricultores da Ribeira de Achada Baleia e Ribeira da Baía, que reivindicam, sobretudo, da falta da água para a prática da agricultura e de manutenção da estrada que liga Milho Branco à Moia-Moia, de forma a potencializar esta histórica comunidade.

“Estamos a falar de região de gentes trabalhadoras, mas que clamam para que o Governo mobilize mais água para a prática da agricultura. Foi apresentado um projecto de mobilização de água para a prática da agricultura, mas não tem estado a passar da promessa”, lamentou Manuel Brito, para quem é preciso que o Executivo mobilize recursos para dotar os agricultores da região de água.

Criticou o Governo pela incapacidade de responder aos anseios da juventude em matéria de desemprego, acrescentando que a juventude local não foge a regra nesta onda de desocupação.

Afiançou, por outro lado, que com o aumento de produtos de combustíveis nota-se um reflexo na subida de todas os produtos da primeira necessidade, deixando a população sem rendimento para se alimentar. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project