ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: PAICV denuncia má gestão do município, a ausência de um plano diretor municipal e a continuidade do bloqueio na Câmara 30 Setembro 2022

O líder regional do Partido Africano para Independência de Cabo Verde ( PAICV) em São Vicente denuncia hoje, em conferência de imprensa, aquilo que que considera ser « a má gestão do município de São Vicente, a ausência de um plano diretor municipal e a continuidade do bloqueio na Câmara Municipal». Uma situação que, segundo Adilson Graça Jesus, ficou evidente com a inoperância da autarquia face às últimas chuvas ocorridas na ilha, cujo executivo camarário é liderado pelo Movimento Para Democracia (MPD) há mais de 18 anos – nestes últimos 12 anos foi comandado pelo Edil Augusto Neves.

São Vicente: PAICV denuncia má gestão do município, a ausência de um plano diretor municipal e a continuidade do bloqueio  na Câmara

«As chuvas ocorridas em São Vicente neste mês de setembro, vieram pôr a nu, mais uma vez, a manifesta incapacidade e incompetência na gestão do município, por parte desta Câmara suportada pelo MPD há mais de 18 anos e liderada pelo Augusto Neves há sensivelmente 12 anos”, fundamenta o presidente da Comissão Política Regional do PAICV em São Vicente.

É que, segundo o conferencista, em todos os bairros ficaram esgotos a céu aberto durante dias a fio. «Em muitos bairros da urbe do Mindelo continuamos a ter lamas acumuladas, que para além de afetarem de forma gravosa a circulação de pessoas e veículos, também, depois de secas, têm estado a afetar a saúde pública por causa do pó de terra que paira pelo ar», critica.

Apesar desta situação que é recorrente em todas as épocas chuvosas, Adilson Graça Jesus alerta que não descortina nenhuma ação, projetos ou infraestruturas que possam vir a colmatar os graves problemas de que o município e a cidade padecem.

Diante desta situação, pergunta se não seria momento de ter mais sistemas de escoamento das águas pluviais, nomeadamente na zona norte da cidade do Mindelo e em especial na zona de Chã de Alecrim.

Para o dirigente tambarina, a CMSV tem sido inoperante no que concerne à resolução dos problemas de São Vicente e hoje é uma verdade dizer que, ao longo destes 12 longos anos de liderança do Sr. Augusto Neves, a Câmara tem sido o principal entrave ao desenvolvimento da ilha.

«Vejam que hoje somos dos poucos municípios, senão o único, que não tem um Plano Diretor Municipal, que possa, entre outras coisas, assegurar um desenvolvimento urbano sustentável para o nosso município, definir as zonas de expansão urbana, definir zonas de desenvolvimento turístico, definir zonas de desenvolvimento rural, definir zonas industriais, preservar o meio ambiente, garantir que os planos urbanísticos detalhados (PUD) façam a correção territorial natural ou decorrente da ação humana, promover a qualidade de vida e o bem-estar geral para a população», adverte.

Adilson acrescenta que, em vez de resolver os problemas referidos, a Câmara continua a ter intervenções desacertadas ou mesmo falhadas no que respeita à construção e expansão urbana. «Prova disso é a situação que aconteceu em Chã de Alecrim, onde tivemos vidas humanas e casas em perigo, por causa da teimosia da CMSV em mandar construir no leito da ribeira e em zona de escoamento de águas das chuvas», denunciou aquele responsável, realçando que, além do caso de Chã de Alecrim, existem loteamentos feitos na Ribeira de Craquinha que têm provocado o caos nesta zona e em Horta Seca.

O presidente da CPR do PAICV na ilha do Porto Grande fez questão de realçar que a CMSV não aprendeu com essa má decisão e os erros referidos. «Tiivemos informações de que se estará a pensar uma ideia de projeto, que visa o loteamento de parte dos campos da Ribeira Bote e Lombo Tanque, que todos os anos enchem de águas das chuvas. O nosso desejo é que estas informações não se confirmem», defende.

Bloqueio na Câmara e cenário de eleições antecipadas

A acrescentar a estes males referidos, Adilson Graça Jesus refere a continuidade da teimosia do presidente da CMSV em não querer resolver o problema do bloqueio na governabilidade do município. «Situação por nós denunciada várias vezes e já condenada pelo governo no relatório produzido a quando da averiguação realizada na CMSV, referente às ilegalidades praticadas pelo Presidente Augusto Neves e pelos vereadores do MpD, em especial as deliberações da reunião do dia 02 de Janeiro declaradas ilegais. No relatório o governo deu um prazo de 10 dias ao Presidente Augusto, para este e os vereadores do MpD reporem a legalidade na CMSV, mas hoje, passados mais de 30 dias, a situação permanece a mesma, isto num claro desrespeito aos munícipes, aos eleitos municipais, ao governo e às leis».

O jovem político diz, no entanto, dispor de informações recebidas da Praia, segundo as quais, por estes dias, o Governo iria enviar um ultimato ao presidente Augusto Neves, dizendo que o Ministério da Coesão Social iria solicitar ao Ministério Público a declaração da nulidade das deliberações tomadas na reunião do dia 02 de Janeiro.

«O presidente da CMSV que é o maior responsável pela situação de ingovernabilidade do município parece desejar que a situação se mantenha na mesma e parece desejar que hajam mesmo eleições intercalares, sem se preocupar com os gastos desnecessários de dinheiros públicos num momento difícil para as famílias, para a ilha e para o país», critica.

Este dirigente da Esquerda Democrática aifrma ainda estranhar que tanto em MpD em São Vicente como o MpD a nível nacional estejam ainda surdos e mudos perante esta situação de impasse na Câmara Municipal de São Vicente.

«Novamente pedimos que coloquemos as nossas diferenças pessoais, ideológicas e partidárias de lado e foquemos na resolução dos problemas de São Vicente, continuamos abertos ao diálogo e, reafirmamos ao Presidente Augusto Neves que ele poderá sempre contar com o concurso do PAICV, para ajudar a resolver os problemas de São Vicente», apela Adilson Graça Jesus.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project