POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

PAICV pede intervenções à câmara da Praia mas com “resultados plausíveis” para os munícipes 19 Maio 2019

A bancada municipal do PAICV pediu hoje à Câmara Municipal do Praia (CMP) intervenções que tragam “resultados plausíveis” aos munícipes, apontando vários constrangimentos que persistem na capital de Cabo Verde. Destacou o “elevado défice habitacional” quantitativo e qualitativo, traduzido em milhares de moradias com tectos “extremamente degradados”, construções de casas e barracas nas encostas, falta de casa de banho, deficiente ligação às redes de esgoto e fraca ligação à rede de água potável.

PAICV pede intervenções à câmara da Praia mas com “resultados plausíveis” para os munícipes

Esta consideração foi feita pelo representante da bancada municipal do PAICV, Olívio Teixeira, durante a sessão solene comemorativo ao Dia do Município da Praia, que aconteceu na Biblioteca Nacional.

Olívio Teixeira, citado pela Inforpress, começou por dizer que a bancada do PAICV reconhece que a edilidade praiense vem fazendo “intervenções de nota”, como calcetamento de estradas e vias de acesso, asfaltagem de estradas e requalificação de encostas, com primazia pelas valas de escoamento de águas pluviais.

Segundo explicou, essas realizações têm consumido à CMP e aos contribuintes milhares de contos, no entanto, “sem impactos plausíveis”, ao nível da geração de empregos e da mitigação dos “relevantes constrangimentos” que ainda persistem.

Apontou o “elevado défice habitacional” quantitativo e qualitativo, traduzido em milhares de moradias com tectos “extremamente degradados”, construções de casas e barracas nas encostas, falta de casa de banho, deficiente ligação às redes de esgoto e fraca ligação à rede de água potável.

Apesar das críticas, realçou, não é pretensão da bancada municipal do PAICV “pintar um quadro negro” em relação a actual gestão camarária, mas “a realidade exige que a verdade não seja escamoteada”.

MpD enaltece trabalho da câmara

A bancada municipal do MpD, por seu lado, representada pela deputada Filomena Delgado, regozijou-se com os trabalhos que a Câmara Municipal da Praia tem vindo a desenvolver, destacando que programa de governação está assente nos eixos de uma cidade “planeada, ordenada e inclusiva”, cidade “competitiva e aberta ao mar”; cidade comprometida com o ambiente, avança a Inforpress.

Referiu ainda que o cumprimento desses objectivos exige recursos financeiros e humanos, competência técnica, rigor e disciplina, por isso saudou a parceria com o Governo para a realização de algumas obras municipais.

Ressaltou que em muitos bairros, “graças à intervenção da CMP”, mudou a qualidade de vida dos munícipes, com os trabalhos de requalificação urbana.

Contudo, lançou a possibilidade de se ter neste mandato o estatuto especial da Cidade da Praia, devendo ser aprovado por maioria de dois terços dos deputados.

Por isso, fez votos para o consenso no parlamento, ainda nesta legislatura, e se possível antes das próximas eleições autárquicas, para que a capital do país tenha um estatuto que assuma “os custos de capitalidade”, conclui a fonte deste jornal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project