POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

PAICV renova liderança em São Vicente: Adilson da Graça Jesus eleito líder regional com maioria qualificada 13 Fevereiro 2022

O PAICV em São Vicente acaba de conhecer uma mudança política profunda na sua estrutura local com a eleição, nas diretas deste domingo, de Adilson da Graça Jesus como líder regional. É que, segundo dirigentes locais, Graça alcançou uma maioria qualificada (73,3%), que lhe legitima reestruturar o partido na ilha, trabalhando com todos os militantes para vencer novos desafios. Segundo os resultados provisórios, Jean Emanuel Cruz, o candidato vencido, ficou na cifra dos 25,6% dos votos validamente expressos.

PAICV renova liderança em São Vicente: Adilson da Graça Jesus eleito líder regional com maioria qualificada

Adlison da Graça Jesus substitui Alcides Graça que se encontrava há vários anos à frente da Comissão Politica Regional de São Vicente (CPR). Abordado por este jornal para fazer uma leitura dos resultados da sua eleição, Graça Jesus prometeu prununciar-se sobre o assunto só a partir desta segunda-feira.

Conforme o presidente da Comissão Regional de Jurisdição e Fiscalização (CRJF), dos 935 votantes (35,7% dos inscritos), Adlison da Graça Jesus obteve 686 votos, o equivalente à maioria qualificada de 73,4%. Roberto Ramos destaca que, como como consequência, Graça elegeu 8 dos 10 membros efetivos da CPR, isto aplicando o sistema proporcional. O novo presidente da CPR vai ser coadjuvado nas suas funções por dois vices presidentes: Luana Jardim e Luís Gonzaga.

Já o candidato vencido, Jean Emanuel da Cruz, obteve 239 votos (25,6%), elegendo dois membros da Comissão Politica Regional. Registou-se 9 votos em branco (1%) e um nulo (0,1).

O presidente da CRJF garantiu que o processo eleitoral decorreu de forma normal, mas realçou que muitos militantes não votaram por não constarem do caderno eleitoral oficial. “No geral, pelo caderno fornecido pelo Secretariado Nacional, temos inscritos 2.622 militantes. Desses votaram 935, ou seja cerca de 35,7% dos militantes é que exerceram o voto”, adiantou.

Roberto Ramos fez questão de realçar que a questão mais comum, em todas as mesas, foi o facto do caderno eleitoral, enviado pelo Secretariado Nacional, na Praia, não estar actualizado, o que fez com que muitos militantes, com quotas em dias, não conseguiram exercer o seu direito de voto.“Ficaram chateados, mas tínhamos a determinação do Conselho Nacional de Jurisdição, na Praia, de que só esse caderno é que tinha que ser usado», referiu.

Para dirigentes ouvidos por ASemanaonline, a eleição de Adlison da Graça Jesus como novo presidente da CPR de São Vicente representa uma mudança profunda na vida do partido na ilha. É que, segundo eles, representa uma esperança para « um novo PAICV», ficado em resgatar a unidade e coesão interna, chamando para o seu seio todos os militantes e simpatizantes.

Aliás, na apresentação da sua candidatura, Adilson da Graça Jesus disse que tem como propósito aumentar o nível de coesão à volta dos objectivos do partido, estabelecer uma oposição democrática e que converge para os interesses de São Vicente, melhorar a situação política do PAICV na ilha - lutar para passar a ser a primeira força politica na ilha - e preparar uma candidatura autárquica com maior brevidade possível. Defendeu ainda que deve ser “preparado em termos de imagem, estrutura pessoal” e trazer “valor ao PAICV e a São Vicente para dar à população a sensação de que o PAICV é alternativo e poder ser a solução para o desenvolvimento da ilha e para os males que nela passam”, anunciou.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project