LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

PAM: Fome afeta mais de um milhão de moçambicanos por mês 23 Dezembro 2019

O Programa Mundial de Alimentação (PAM) garante que a situação de segurança alimentar em Moçambique, é preocupante, atingindo 1.2 milhões de pessoas por mês. Face à problemática, esta organização internacional pretende dobrar o seu apoio, até Março de 2020.

PAM: Fome afeta mais de um milhão de moçambicanos por mês

De acordo com o director adjunto do PAM em Moçambique, James Lattimer, a situação da segurança alimentar tornou-se mais preocupante depois dos dois ciclones que afetaram as regiões centro e norte do país, em Março e Abril deste corrente ano, escreve a VOA.

Refira-se que durante o pico da emergência, de Março a Agosto, o AM apoiou cerca de 2.3 milhões pessoas com assistência alimentar, e após a fase imediata da resposta, de Agosto a Outubro, continuou a fornecer assistência alimentar a 625 mil pessoas mais vulneráveis.

Lattimer afirmou ainda, que a decisão de dobrar o apoio foi tomada depois de uma avaliação recente da segurança alimentar, feita pelo PMA juntamente com o Governo moçambicano.

"Nessa avaliação, ficou evidente que mais de um milhão de moçambicanos precisam de apoio do PAM, sobretudo aqueles que foram afetados pelos ciclones Idai e Kenneth e que ainda não puderam recuperar as suas explorações agrícolas", cita a VOA, sublinhando que para o PAM, foi fundamental o apoio contínuo da União Europeia (EU) ao longo deste ano.

“A UE contribuiu com cerca de quatro milhões de euros em financiamento humanitário para o Programa Mundial de Alimentação em Moçambique, apoiando as pessoas afetadas pelos ciclones Idai e Kenneth, além de fornecer apoio logístico à comunidade humanitária a operar no país”, cita a mesma fonte.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project