ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

PIB em Cabo Verde teve um decréscimo de 11,0% no 1º trimestre de 2021 01 Julho 2021

No 1º trimestre de 2021, o Produto Interno Bruto (PIB) registou, em termos homólogos, uma diminuição de 11,0%, em volume. Esta queda resultou da redução do consumo privado e das exportações. Do lado da oferta, o Valor Acrescentado Bruto (VAB), a preços de base, apresentou uma evolução homóloga negativa de 8,7% (-13,3% no trimestre anterior), destacando-se para o efeito a retoma das atividades do comércio e da construção. Os impostos líquidos de subsídios apresentaram, por sua vez, uma variação homóloga negativa de 24,7%.

PIB em Cabo Verde teve um decréscimo de 11,0% no 1º trimestre de 2021

Segundo o último relatório divulgado pelo Instituto Nacional de Estatísticas, no 1º trimestre de 2021 o Produto Interno Bruto (PIB) em Cabo Verde registou uma variação homóloga negativa de 11,0%, em termos reais, taxa superior em 3,3 pontos percentuais (p.p.) à verificada no 4º trimestre de 2020.

O Consumo Final teve uma variação homóloga negativa de 7,4%, no 1º trimestre de 2021 (-16,4% no trimestre anterior). O consumo privado diminuiu 14,5%, em termos reais, no 1º trimestre de 2021 (-22,5% no 4º trimestre de 2020).

Ainda de acordo com a mesma fonte, o consumo público apresentou uma taxa de variação homóloga positiva de 17,2%, em volume (5,5% no trimestre anterior). "O Investimento registou uma variação homóloga positiva, de 16,1%, em volume, no 1º trimestre de 2021 (58,0% no trimestre anterior)".

Exportações e importações em queda

Os dados do INE revelam também que as Exportações de Bens e Serviços, em volume, assinalaram no 1º trimestre, uma variação homóloga negativa de 66,7% (73,5% no trimestre anterior). Já as Importações de Bens e Serviços, em termos homólogos, diminuíram 28,9%, no 1º trimestre de 2021.

O Valor Acrescentado Bruto (VAB), a preços de base, verificou no 1º trimestre de 2021 uma evolução homóloga negativa de 8,7% em termos reais, aumentando em 4,6 p.p em relação ao trimestre anterior. O VAB do ramo Agricultura aumentou 6,5%, no 1º trimestre de 2021, contribuindo positivamente em 0,1 p.p., na variação total do crescimento do PIB. Enquanto que o VAB do ramo da Indústria Transformadora registou uma diminuição de 4,1% (7,0% no 4º trimestre de 2020), contribuindo negativamente em 0,2 p.p., para a variação total do crescimento do PIB.

Conforme ainda a nossa fonte, no VAB do ramo da Construção, verificou-se um aumento de 5,7%, no 1º trimestre, tendo uma contribuição de 0,9 p.p., na variação total do crescimento do PIB. O VAB do ramo de Comércio indicou, no 1º trimestre de 2021, uma variação homóloga de 15,5%, em volume (-20,4 % no trimestre anterior), traduzindo-se num contributo para a variação homóloga do PIB em 1,2 p.p.

O VAB dos ramos de Transporte, Alojamento e Restauração apresentou, em termos reais, uma variação homóloga negativa de 28,6% e 93,6%, respetivamente, no 1º trimestre, (contribuindo negativamente com uma taxa de 2,8 p.p e 6,9 p.p., respetivamente, para a variação total do crescimento do PIB).

Segundo a mesma fonte, o VAB do ramo da Administração Pública teve, no 1º trimestre, uma variação homóloga de 12,1%, (10,5% no 4º trimestre 2020), contribuindo em 1,7 p.p., para a variação total do crescimento do PIB. Por sua vez, os Impostos Líquidos de Subsídios sobre os Produtos, em termos reais, apresentaram uma variação homóloga negativa de 24,7%, no 1º trimestre de 2021, contribuindo negativamente em 3,4 p.p., para a variação total do PIB.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project