CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

PM diz que requalificação urbana da cidade de Pedra Badejo vai atrair mais investimentos para Santa Cruz 15 Mar�o 2022

O primeiro-ministro disse hoje que as obras de requalificação urbana e ambiental do centro histórico da cidade de Pedra Badejo, Santa Cruz, vão criar qualidade e atrair mais investimentos para esse município do interior de Santiago.

PM diz que requalificação urbana da cidade de Pedra Badejo vai atrair mais investimentos para Santa Cruz

A requalificação urbana e ambiental do Porto Acima e Porto Abaixo, no centro histórico de Pedra Badejo, incluindo Foga Macaco e Cutelinho, é financiada no quadro do Programa de Reabilitação, Requalificação e Acessibilidades (PRRA), num investimento de 100 mil contos.

Calcetamento de ruas, espaços verdes, construção de casas de banho, rede de esgotos, reabilitação de tectos e fachada de casas são as principais actividades a serem desenvolvidas.

O chefe do executivo falava à imprensa, em Santa Cruz, após se inteirar do andamento da referida obra, no âmbito da sua visita de cinco dias à região Santiago Norte, iniciada hoje pelo município São Lourenço dos Órgãos, onde presidiu à inauguração do projecto de adução de água e de três laboratórios do INIDA.

“A visita [as obras de requalificação urbana e ambiental do centro histórico de Pedra Badejo] demonstra mudanças de condições, de arruamento, de saneamento e de qualidade urbanística da cidade de Pedra Badejo”, observou o chefe do Governo, que disse acreditar que zonas requalificadas vão criar qualidade e atrair mais investimentos.

Por tudo isso, manifestou a intenção do Governo em manter esta “boa parceria” existente com a Câmara Municipal de Santa Cruz, que segundo ele tem sido modelo e com resultados.

Daí, segundo Ulisses Correia e Silva, vão trabalhar para requalificarem mais zonas, visando atrair mais investimento privado, tendo se congratulado com o facto de hoje Santa Cruz contar com capacidade de alojamento.

No entanto, notou que é preciso trabalhar para atrair mais investimentos privados, sobretudo nas actividades produtivas.

Na ocasião, o líder do executivo adiantou ainda que tencionam “apostar fortemente” nos sectores da pesca, agricultura, turismo rural e ecológico.

Relativamente à agricultura, Correia e Silva comprometeu-se em trabalhar para que ainda nesse mandato retomar as actividades na empresa Justino Lopes, quer do ponto de vista empresarial quer das questões que têm a ver com as indeminizações dos proprietários.

“Vamos trazer para Santa Cruz aquilo que é a sua centralidade – o grande centro produtor e agropecuário de Cabo Verde e de Santiago – e tem todas as condições para ter uma retoma ainda com mais qualidade”, vaticinou o governante.

Por sua vez, o edil santa-cruzense, Carlos Silva, adiantou que a obra, ora visitada pelo primeiro-ministro, já está “praticamente na recta final”, e que a data da inauguração vai ser marcada dentro de 30 dias.

Na ocasião, informou que no quadro da toponímia vão mudar o nome da zona de Foga Macaco a ser concertado com os moradores, dar nome às ruas e enumerar as portas no âmbito da requalificação urbana e ambiental do centro histórico da cidade de Pedra Badejo.

Prevê-se ainda colocação de plantas e implementação do projecto piloto de recolha de lixo porta-a-porta.

Carlos Silva disse acreditar que a requalificação vai dinamizar a cidade de Pedra Badejo, e ainda torná-la “mais limpa, mais segura, mais simpática e mais acolhedora”.

Esta quarta-feira,16, o chefe do executivo vai estar ainda em Santa Cruz, onde vai presidir à inauguração da Sala de Serviços Prisionais e de Reinserção Social, e visitar sector da saúde do concelho.

À tarde desloca-se para São Miguel, onde além do encontro com o executivo camarário, liderado por Herménio Fernandes, vai visitar a obra de requalificação da orla marítima da cidade de Calheta, e ainda preside à apresentação do projecto de investimentos no sector de Água em Santiago Norte.

O líder do Executivo faz-se acompanhar do ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, do ministro do Turismo e Transportes, Carlos Santos, da ministra da Presidência do Conselho de Ministros e dos Assuntos Parlamentares, Filomena Gonçalves, do ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, da ministra das Infra-estruturas, Ordenamento do Território e Habitação, Eunice Silva, e o do secretário de Estado da Economia Agrária, Miguel da Moura. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project