ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

PR de Cabo Verde diz que embargo agrícola a Santo Antão foi levantado em 2010 14 Abril 2022

O Presidente cabo-verdiano, José Maria Neves, disse hoje que o embargo aos produtos agrícolas da ilha de Santo Antão foi levantado em 2010, faltando a sua implementação e introdução de melhorias.

PR de Cabo Verde diz que embargo agrícola a Santo Antão foi levantado em 2010

"O embargo foi levantado desde 2010, já há uma lei que cria alguns mecanismos para que as pessoas possam exportar, particularmente para as ilhas do Sal e da Boavista. Agora é trabalhar para implementar a lei existente e se for necessário, depois introduzir melhorias", afirmou o chefe de Estado, na cidade das Pombas, concelho do Paul, no âmbito de uma visita que realiza a Santo Antão.

As declarações de José Maria Neves foram proferidas dois dias depois de o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, ter anunciado que as autoridades de Cabo Verde vão levantar parcialmente o embargo aos produtos agrícolas da ilha de Santo Antão, em vigor desde 1984 devido à praga dos mil pés.

"Anunciei hoje, a boa nova em Santo Antão, de que em breve, vamos levantar o embargo aos produtos agrícolas da ilha, em relação às ilhas do Sal e da Boa Vista", disse na terça-feira o chefe do Governo, que também está de visita àquela ilha, no norte do arquipélago e uma das de maior produção agrícola de Cabo Verde.

Nas suas declarações, o Presidente da República, que em 2010 era o primeiro-ministro de Cabo Verde, suportado pelo Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, agora na oposição) instou as autoridades a discutirem a resolução definitiva do embargo dos produtos agrícolas da ilha de Santo Antão.

Segundo oo atual primeiro-ministro, suportado desde 2016 pelo Movimento para a Democracia (MpD), o Ministério da Agricultura está a trabalhar com a cooperação chinesa, através de um instituto de investigação da China, para encontrar "uma solução estruturante para a praga dos mil pés".

"Tivemos algum atraso por causa da pandemia, mas aguarda-se a qualquer momento a vinda de chineses, com experiência no assunto, para nos ajudar a mitigar os efeitos desta praga", afirmou o chefe do Governo.

Os mil pés, uma espécie de centopeia que come plantas, tubérculos e raízes, são conhecidos na ilha de Santo Antão desde os anos 70, quando surgiram no vale da Ribeira Grande, zona de agricultura de irrigação.

Contudo, há 38 anos tomaram a proporção de uma praga de tal ordem que as autoridades proibiram a exportação de produtos agrícolas de Santo Antão, deixando apenas que chegassem à vizinha ilha de São Vicente.

Em 2013, surgiu um foco em São Nicolau, mas que segundo o Ministério da Agricultura está controlado, e em 2021 surgiram dois casos na ilha de Santiago. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project