DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

PR diz que Márcio Fernandes ficará na história do desporto cabo-verdiano 27 Fevereiro 2018

Márcio Fernandes, atleta paralímpico internacional cabo-verdiano, campeão do Mundo no lançamento de dardo, ficará na história do desporto cabo-verdiano e do mundo como um dos maiores atletas paraolímpicos de Cabo Verde.

PR diz que Márcio Fernandes ficará na história do desporto cabo-verdiano

A consideração é do Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, que numa missiva enviada ao atleta na sequência do anúncio, na semana passada, do fim da sua carreira desportiva enquanto atleta de alto nível em representação de Cabo Verde, expressou a sua gratidão por este ter representado a Nação cabo-verdiano de forma tão brilhante.

“Com surpresa recebi a sua mensagem em que me anuncia o fim da sua carreira desportiva enquanto atleta de alto nível em representação de Cabo Verde e, com um misto de emoção, me dirijo a si para lhe expressar o quanto nos foi gratificante a honra que nos deu por ter representado esta Nação pequena de alma grande, de forma tão brilhante”, escreveu o Presidente da República.

Jorge Carlos Fonseca disse ainda que sempre reconheceu em Márcio Fernandes um exemplo de dedicação, disciplina e superação que o destacam enquanto ser humano e atleta de excelência, com uma influência marcante sobre os cidadãos deste país e do mundo inteiro.

“Estamos, pois, profundamente gratos pela felicidade que trouxe ao povo cabo-verdiano, ao longo da sua brilhante carreira desportiva posta ao nosso serviço, em que conquistou os mais importantes prémios na sua modalidade, prestando um inestimável contributo para a projecção internacional deste país e do desporto cabo-verdiano”, frisou.

O chefe de Estado declarou-se convicto de que durante estes anos em que “glorificou o nome de Cabo Verde”, a “invejável capacidade física e habilidade” do campeão Márcio Fernandes, que classifica de “fora do comum”, alimentaram sonhos nunca antes sonhados por esta nação.

“Ficará, pois, para sempre presente nos anais da história do desporto cabo-verdiano e do mundo como um dos maiores atletas paraolímpicos de Cabo Verde seja pelas grandes conquistas alcançadas, seja pelos valores olímpicos que incorpora – excelência, amizade e respeito” finalizou, augurando felicidades pessoais, familiares e profissionais ao atleta.

Márcio Fernandes, que reside em Londres (Inglaterra), disse ter tomado esta decisão de abandonar a carreira após muita reflexão, por entender que “não estariam reunidas as condições ideais para prosseguir com um trabalho sério e rigoroso”.

No seu curriculum, Márcio Fernandes foi ainda vice-campeão do mundo IPC lançamento do dardo (Lyon 2013), recordista africano de dardo (53,87metros) e peso (11,63), medalha de ouro no salto no 6º Meeting de Tunis 2012’ (recorde africano) medalha de prata nos 100 metros, Medalha de prata nos 200 metros. C/Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert

Newsletter

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project