AMBIENTE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

PR incentiva a plantação de árvores de fruto como recurso para melhorar a dieta alimentar em Cabo Verde 18 Junho 2022

O Presidente da República, José Maria Neves, incentivou hoje todos os cabo-verdianos a apostarem na plantação de árvores de fruto como forma de obter recursos para melhorar a dieta alimentar em Cabo Verde.

PR incentiva a plantação de árvores de fruto como recurso para melhorar a dieta alimentar em Cabo Verde

O apelo foi feito na sequência de uma campanha de plantação que a Presidência da República promoveu hoje na Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), no quadro das celebrações do Dia Mundial da Desertificação que se assinalou esta sexta-feira, 17, sob o lema “Proteger a Terra, restaurar a Terra, envolver as pessoas”.

O Chefe de Estado cabo-verdiano salientou que Cabo Verde está a ter muitos problemas de seca porque nos últimos anos o país não tem tido chuva, o que também tem provocada a desertificação, com muitos lugares a ficarem mais desertos, tanto de plantas como de pessoas, que perante a falta de água e outras dificuldades têm migrado para outros locais.

Por isso mesmo, realçou a importância de se trabalhar para manter o país mais verde, e neste sentido considerou a plantação de árvores, uma acção “muito importante” no combate à desertificação.

“Nada melhor do que plantar árvores aqui na Universidade, que é a fonte de saber. Assim quando vocês [as crianças que o acompanharam na campanha] vierem para a universidade vão poder estar num local mais verde e a aprendizagem será muito melhor”, disse.

Por outro lado, salientou que a seca e a desertificação tem provocado a falta de alimentos em Cabo Verde, estando actualmente o país com muitas pessoas, crianças e adultos a passar por situação de má-nutrição.

“Temos mais de 50 mil pessoas que não estão a conseguir fazer uma boa alimentação. Por isso aqui também fazemos a plantação de árvores de frutos. O que estou a pedir é que plantemos cada vez mais árvores de frutos nas nossas casas, nas escolas, nas universidades e em outros lugares. Se plantarmos as árvores de fruto depois dão mais frutas que ajudam na dieta alimentar aqui em Cabo Verde”, sustentou.

A campanha de plantação, que contou com a parceria da comunidade académica da Uni-CV e da Câmara Municipal da Praia, teve a participação dos filhos e familiares dos funcionários da Presidência da República, além de uma turma do Centro Educativo Miraflores.

O objectivo foi, sobretudo, sensibilizar a sociedade civil, particularmente as novas gerações e os diferentes actores, para a importância das áreas verdes na protecção do ambiente e a necessidade de dar a sua contribuição no combate aos problemas ambientais, mas também sociais, nomeadamente a fome e a má nutrição.

O Dia Mundial do Combate à Seca e à Desertificação, assinalado anualmente em 17 de Junho, foi estabelecido em 1994 pela Convenção das Nações Unidas de Combate à Desertificação (UNCCD).

Tem como objectivo estabelecer a ligação entre o ambiente, o desenvolvimento e a gestão sustentável da Terra e promover a consciencialização pública sobre os esforços internacionais no combate à desertificação. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project